Rede aleluia
A Babel que a gente ergue
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 21 de Fevereiro de 2021 - 00:05


A Babel que a gente ergue

Todos os dias, torres são construídas em nome da união e da paz. Entretanto as boas intenções podem ser apenas o disfarce de um coração perverso e egoísta. Na tela da Record TV, a novela Gênesis esmiúça o assunto e traz à tona algumas lições

A Babel que a gente ergue

Nas últimas semanas, a Record TV entregou ao público mais uma fase da superprodução Gênesis. Ela retratou não só o início da construção da Torre de Babel, mas o desfecho desta iniciativa que foi uma grande confusão de línguas. A cena é inspirada em uma das passagens mais conhecidas da Bíblia. O capítulo mostrou que Ninrode (Pablo Morais) arquitetou a ideia de construir a Torre de Babel. Neto de Cam (Vinícius Redd) e bisneto de Noé (Bruno Guedes/Oscar Magrini), Ninrode era um exímio caçador. No entanto ele se deixou levar pela vaidade, ganância e prepotência, características ressaltadas na terceira fase da novela.

Ninrode se torna grande e deseja que seu nome seja reconhecido na sociedade e, por isso, projeta uma cidade e também uma torre de proporções colossais que tocasse o céu. Nem ele nem sua mãe, Semíramis (Francisca Queiroz), levaram em consideração os avisos e o bom senso de Gomer (Giuseppe Oristanio), que os alertou de que a construção poderia soar como uma provocação a Deus. A dupla considerou o conselho de Gomer patético. Sem revelar suas intenções pessoais com a empreitada, Ninrode justificou para o povo que a construção da torre teria o objetivo de ser um símbolo de força e união. Se a união vira pauta, quem pensa diferente pode virar sinônimo de desafeto – algo retratado durante as cenas e que, por coincidência, tem muito a ver com os dias atuais (e digitais, inclusive).

REFLEXÕES
A união sempre foi vista como algo positivo e não faltam movimentos que buscam unir as pessoas. Para isso, parte-se da premissa de que é preciso igualar a todos. De acordo com esse tipo de discurso, se todos são iguais e os mesmos direitos valem para todos, logo, a união é aclamada. Apesar de ser atraente, essa proposta muitas vezes é falha, já que pode suscitar sentimentos de ódio ao que é diferente, como no caso de Gomer. Além disso, ela pode ser apenas um disfarce para gerar ainda mais desunião e afastamento entre as pessoas em prol de interesses individuais. Logo, a pauta vira outra e inocentes são prejudicados e ninguém chega a lugar nenhum. Como em Babel, ninguém se entende e, em vez de se unir, se espalham (Gênesis 11.9). A Bíblia ainda relata que “era toda a terra de uma mesma língua e de uma mesma fala” (Gênesis 11.1) e que o desejo de erguer a torre era para que “não fossem espalhados sobre a face da terra” (Gênesis 11.4).

BONDADE OU CAPRICHO?
Ninrode, embora fosse um “poderoso caçador diante do Senhor” (Gênesis 10.9), não era do Senhor – suas atitudes e intenções demonstravam isso. Muitos Ninrodes, inclinados às vontades e sonhos do próprio coração, ainda surgem, assim como muitas Torres de Babel continuam a ser erguidas com más intenções. Quando se reporta algo ou alguém, não pelo zelo à Obra de Deus, mas pela intenção de ser bem-visto, é porque se deseja a honra para si. Quando alguém planeja se esquivar de uma consequência se amparando no erro dos outros, aquela intenção é má. Quando o “eu acho”, “eu penso”, “meu jeito”e “minhas verdades” são colocadas à frente do que quer que seja, isso seria a expressão da própria liberdade ou seriam as intenções ocultas gritando?

A SUPERPRODUÇÃO
A novela Gênesis vai ao ar de segunda a sexta-feira, a partir das 21h. Desde sua estreia, já é considerada a novela bíblica com maior audiência da história da Record TV. Além disso, a trama ganhou grande repercussão nas redes sociais. Segundo o The WIT (plataforma que destaca conteúdos de TV e digital), a superprodução foi a que mais conquistou seguidores no Instagram entre as novelas e séries que estrearam em janeiro. Até o fechamento desta edição, o perfil @novelagenesis somava mais de 613 mil seguidores.


A Babel que a gente ergue
  • Flavia Francellino / Fotos: Reprodução e Edu Moraes 


reportar erro