Rede aleluia
O que Meghan Markle e você têm em comum?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Núbia Siqueira | 22 de Agosto de 2018 - 00:05


O que Meghan Markle e você têm em comum?

O que Meghan Markle e você têm em comum?

Você viu ou ouviu falar sobre o casamento do príncipe Harry com a atriz americana Meghan Markle?

Para a imprensa e para os famosos, é um acontecimento e tanto, mas, para mim, as curiosidades que cercaram essa união serviram de inspiração. Veja!

Meghan passa agora a ter o título de duquesa, pois não pode ser considerada princesa, por não ter vindo da linhagem real. Ou seja, mesmo aceitando todas as exigências da coroa britânica, sempre estará em questão sua origem e o fato de ela não ter “sangue real”.

Mas, mesmo sendo plebeia, ela é obrigada a seguir todos os protocolos impostos à realeza, principalmente com respeito ao seu comportamento.

Ela, que antes tinha uma carreira bem-sucedida como atriz de uma série famosa, era fashionista e ainda desenhava coleções para uma marca de roupas, teve que abrir mão de tudo para acompanhar o marido nos mais diversos compromissos oficiais. Meghan também tinha autonomia total sobre a sua vida, ditava opiniões, levantava bandeiras e até defendia abertamente os movimentos com os quais simpatizava. Contudo, tudo isso ficou para trás.

Agora, como esposa do príncipe, ela terá que se submeter a diversas regras de comportamento. Entre elas, estão:

-Não usar esmaltes coloridos; somente nude ou branquinho;
-Não publicar selfies;
-Não se sentar com as pernas cruzadas;
-Não manifestar sua opinião publicamente sobre grupos, conceitos e modismos;
-Todos os seus movimentos devem ter discrição;
-Deve acompanhar o seu marido em compromissos oficiais;
-Deve ter consciência de que representa a realeza em todos os momentos, de agora para frente;

Então, pensando sobre a coragem de Meghan de deixar sua vida, seus gostos e seus costumes para seguir esses novos padrões comportamentais, simplesmente porque se casou com um príncipe britânico, o que uma mulher que, de fato, se casa com Deus, não deveria ser capaz de renunciar?

O que vemos, infelizmente, é que muitas mulheres, embora digam ter se casado com o Senhor Jesus, mantêm uma conduta que mostra outra realidade. Se tivessem se casado mesmo, abandonariam a vida de “solteira” de outrora.

A conduta, os hábitos e as manias de muitas mulheres que se dizem cristãs só mancham o verdadeiro cristianismo, justamente porque elas não querem sacrificar nada pela união que lhe garantirá felicidade plena, que começa aqui e atravessará toda a eternidade.
Algumas são tão cheias de si que chegam a levantar bandeiras que são completamente contra a Palavra de Deus.

Faça então uma autoanálise e veja se, na prática, há sacrifícios diários de sua parte em prol do seu Casamento com Deus. E, se nesta reflexão, você descobrir que não assumiu ainda um compromisso espiritual a ponto de abrir mão de coisas tão pequenas, tome essa decisão agora.


O que Meghan Markle e você têm em comum?
  • Núbia Siqueira / Foto: Shutterstock 


reportar erro