Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 16 de junho de 2018 - 03:05


Você sabe o que é sinusite?

Muitos confundem com gripe, mas o tratamento e as consequências podem ser bem diferentes

Na maior parte do Brasil o inverno é a estação mais seca do ano. Assim, nos meses de junho, julho e agosto as doenças desencadeadas por poluição e variações constantes de temperatura costumam fazer mais vítimas.

Uma dessas doenças é a sinusite, caracterizada pela inflamação dos seios faciais. Ela pode ser causada por alergias, bactérias, fungos ou vírus e deve ser tratada tão logo percebida, para evitar grandes transtornos.

Os sintomas da sinusite são:

– Corrimento nasal espesso, quase sempre purulento;

– Perda do paladar ou do olfato;

– Cefaleia;

– Dor facial: em volta dos olhos, nos dentes superiores, nas maçãs do rosto;

– Dor de ouvido;

– Febre;

– Mau hálito;

– Obstrução nasal, principalmente à noite e no início da manhã;

– Tosse persistente.

Como muitos sintomas são parecidos com os de gripes e resfriados, algumas pessoas costumam confundir as doenças e dar menor importância à sinusite do que ela merece. Muitas chegam a se automedicar com xaropes, o que de maneira nenhuma é recomendado.

Consequências da sinusite mal curada

Uma sinusite não tratada adequadamente por levar infecção a outras partes do organismo, como os olhos e até mesmo o cérebro. Entre outras complicações, o não tratamento também pode fazer com que a sinusite desencadeie abcessos e tromboses.

Por isso é importante que a pessoa procure um médico especialista assim que os sintomas aparecerem. Sendo uma sinusite aguda (com sintomas mais intensos e duração menor) ou crônica (com sintomas mais leves, porém persistentes) o tratamento deve ser imediato.

Formas de tratamento

Somente o médico especialista poderá descrever a melhor maneira de tratar cada caso de sinusite. Em geral, os tratamentos podem contar com lavagem nasal, descongestionantes, expectorantes, mucolíticos, antibióticos, anti-histamínicos e corticoides.


  • Por Andre Batista / Imagem: iStock 


reportar erro