Rede aleluia
Você já passou pelo batismo de fogo?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 9 de Junho de 2019 - 00:05


Você já passou pelo batismo de fogo?

O que você precisa saber sobre essa confirmação da fé

Você já passou pelo batismo de fogo?

Depois dos 21 dias de fé dedicados ao Jejum de Daniel, muitas pessoas foram batizadas com o Espírito Santo na Universal. O propósito, que teve início no dia 19 de maio e chegou ao fim neste domingo, 9 de junho, tem embasamento no capítulo 10 do livro de Daniel, que mostra que ele decidiu jejuar por 21 dias para buscar a Deus.

O objetivo do Jejum é obter uma experiência com Ele por meio de um envolvimento completo com tudo que é espiritual. Nesse período, as pessoas deixam de lado o bombardeio diário de informações seculares e todas as formas de distrações que atrapalham a comunhão com Deus para se empenhar na busca pela Sua presença.

Como resultado da consagração a Deus, muitas pessoas alcançaram o glorioso batismo com o Espírito Santo, que é a presença do próprio Deus dentro de nós. Aquelas que já O tinham puderam alcançar o avivamento espiritual.

E as consequências?
Após assumir a fé no Senhor Jesus, é comum que o cristão se torne alvo de chacotas por causa da nova postura de vida que assumiu. As velhas atitudes são deixadas no passado, mas as provações começam a surgir. É após a descida do Espírito Santo que surge o batismo de fogo: momentos difíceis, testes e situações inesperadas que são permitidas pelo Senhor Jesus para provar a fé do cristão. Muitos sofrem perseguições vindas dos próprios familiares, são injustiçados, maltratados e caluniados por causa da sua fé.

A razão do batismo com o fogo é purificar o cristão, tornando-o apto para qualquer situação, pois, após ser aprovado, sua fé se torna madura. “Amados, não estranheis o fogo ardente que surge no meio de vós, destinado a provar-vos, como se alguma coisa extraordinária vos estivesse acontecendo; pelo contrário, alegrai-vos na medida em que sois coparticipantes dos sofrimentos de Cristo, para que também, na revelação de Sua glória, vos alegreis exultando. Se, pelo Nome de Cristo, sois injuriados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória e de Deus.” (1 Pedro 4.12-14)

O Bispo Júlio Freitas explica em seu blog que o fogo ardente mencionado significa as tribulações. “Quem vive a fé em Deus é amado e ama-O, é provado pelo fogo da tribulação, da perseguição, da discriminação, da humilhação, da injustiça e da tentação, que queima e que tem por objetivo purificar. O batismo com fogo é o que separa o falso do verdadeiro, o sincero do hipócrita, o racional do emocional.”

Ele afirma ainda que, se a pessoa é aprovada, ela sobe a um nível superior espiritualmente falando, quando Deus permite seu crescimento e confia a ela bênçãos maiores.

Confirmação
Os batizados com o Espírito Santo não negociam valores ou princípios da fé. Eles passaram por três tipos de batismo. O primeiro deles é o batismo nas águas, uma decisão da pessoa de mudar e se converter de seus maus caminhos. Já o batismo com O Espírito Santo é a confirmação vinda de Deus de que a pessoa foi aceita. Finalmente vem o batismo com fogo, que é Jesus provando para aprovar ou reprovar alguém, ao que João Batista afirmou: “E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas (sandálias) não sou digno de levar; ele vos batizará com o Espírito Santo, e com fogo.” (Mateus 3:11).

Jesus, após ser batizado nas águas e com o Espírito Santo, foi conduzido ao deserto, onde foi batizado com fogo. Tentado por satanás, Ele não cedeu às pressões e manteve-se fiel e sem pecado, como consta em
Mateus 4.1-11.

O Bispo Edir Macedo orienta em seu blog que o cristão precisa estar ciente de que os acontecimentos ocorridos na vida do Mestre também ocorrem na vida dos Seus discípulos. “E não se pode fugir disso. Afinal de contas, quem segue Suas pisadas está sujeito a pisar nas mesmas pedras e espinhos, mas estes já não têm mais tanto poder
de machucar.”

Por isso não estranhe se depois de ter sido selado pelo Espírito Santo você sofrer calúnias, difamações, desprezo e humilhações. O batismo com fogo é para te amadurecer e não esqueça que Jesus não permitirá que você seja tentado além de suas forças. Seja aprovado e sê tu uma bênção!


Você já passou pelo batismo de fogo?
  • Kelly Lopes / Fotos: Gettyimages 


reportar erro