Rede aleluia
Uma vida de oferta a Deus
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 20 de Dezembro de 2020 - 00:05


Uma vida de oferta a Deus

Uma vida de oferta a Deus

Por que há um desnível tão grande de pessoas abençoadas entre os que dizem que são da Fé? E por que alguns estão há pouco tempo na Igreja e já alcançaram uma vida abundante e, sobretudo, receberam o Espírito Santo? Por que há essa distorção espiritual? A maioria, desgraçadamente, continua na Igreja, acredita que tem o Espírito Santo, mas sua vida mostra resultados miseráveis. Até o olhar da pessoa é fracassado, triste.

A resposta está no livro de Oseias, na Bíblia. Nela, a Palavra diz que o povo viu o poder de Deus no deserto, mas era intransigente: “Eu te conheci no deserto, na terra muito seca, depois eles se fartaram em proporção do seu pasto. Estando fartos, ensoberbeceu o seu coração, por isso se esqueceram de Mim.” (Oseias 13.6).

Deus conhece todos aqueles que vão se ensoberbecer em relação a Ele, como naquela época. Mas, da forma como nós O tratamos, Ele também nos trata. Se O honramos, Ele também nos honra. É como o Senhor Jesus falou em Lucas 6.38: “Da forma com que medes, vos
medirão também.”

É preciso entender que o Senhor vê a alma da pessoa por meio daquilo que ela oferta a Ele. Deus avalia e pesa a vida dessa pessoa. E o Altar é para isso. É nEle que a pessoa entrega o que é e recebe dEle o que poderá ser. Quando há entrega no Altar, a resposta de Deus vem.


Uma vida de oferta a Deus
  • Bispo Edir Macedo / Foto: Getty Images 


reportar erro