Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 26 de agosto de 2018 - 00:05


Um papel que se aprende na prática

O Dia dos Pais já passou. Agora, vamos ao que interessa

Todo ano, no mês de agosto, é comemorado o Dia dos Pais. Essa data passou a ter repercussão mundial no início do século 20, quando foi oficializada nos Estados Unidos. Ela foi escolhida por sugestão de uma moça chamada Sonora Louis Dodd, que quis homenagear o pai dela, William Jackson Smart. Ele era um veterano da Guerra Civil norte-
americana e criou seus filhos sozinho depois da morte de sua esposa.
Ação simples
A ação simples de Sonora acabou mobilizando muitas pessoas da mesma cidade a fazer o mesmo tipo de homenagem aos seus pais e se alastrou para outros Estados norte-americanos. Em 1966, a comemoração passou a ser realizada no terceiro domingo de junho e foi adotada como modelo em vários países. Aqui no Brasil, a comemoração acontece no segundo domingo de agosto.
Pai todos os dias
Você deve estar se perguntando por que esse texto não foi publicado exatamente no Dia dos Pais, que aconteceu na metade deste mês. A resposta é simples e óbvia. Para quem é pai, a função não se restringe apenas a essa data – pelo menos, não deveria. Embora seja um momento para celebrar e até para que o pai receba um agrado dos filhos ou da esposa, a verdade é que, para quem é pai, é necessário fazer jus a esse título todos os dias.
Mais do que genitor
O pai pode ser o genitor de um filho ou não. Mesmo se não há laço sanguíneo, quando o homem assume esse papel também carrega consigo responsabilidades e acaba sendo aquele que cria, protege e educa a criança. Ser pai é uma atitude prática de amor e ela se revela nas ações diárias. Algumas delas são necessárias antes mesmo do nascimento do filho, quando ele ainda está no ventre da mãe, por exemplo.
Suporte
Há homens que acreditam que a gravidez da esposa é somente uma responsabilidade dela. Estão enganados. Nesse período em que a vida está sendo gestada, é importante que o homem já assuma a sua incumbência, dando carinho e suporte para a esposa neste momento em que ela necessita de todo cuidado possível. Isso também vai se refletir na vida da criança que está por nascer. Por isso, o marido deve ter muita paciência e compreensão para lidar com a esposa.
Dúvidas
Mas essa fase é só o início da paternidade. O aprendizado de ser pai ocorre na prática, pois trata-se de uma responsabilidade que existirá para a vida toda. Em alguns momentos o pai terá dúvidas sobre como orientar o filho. Se não souber como proceder, converse com outros pais mais experientes, sem deixar de confiar em si mesmo e nas observações pessoais que você tem do seu filho.
Participativo
Seja um pai ativo, algo que é muito mais do que prover financeiramente, mas não se esqueça do quanto isso é necessário. Por exemplo, participe dos cuidados diários e da criação do seu filho: ajude-o a comer, a se vestir, com os estudos ou colocando-o para dormir. Isso cria um vínculo de carinho, de apego mútuo e de proximidade emocional com a criança. O homem também pode e deve ajudar a esposa nas tarefas de cuidado com o filho e com a casa. Trata-se de uma forma de se envolver em todos os momentos de desenvolvimento da criança.
Presente
Inspirado na história de William Jackson Smart, que motivou a criação do Dia dos Pais, todo homem pode ser um pai carinhoso, empenhado e que seja presente na vida do filho. Isso acabará influenciando de forma positiva no desenvolvimento e bem-estar dele. Caso você não saiba, a criança que tem um pai participativo, por exemplo, tende a apresentar boa autoestima, melhor desempenho escolar e mais habilidades sociais. E mais: no caso dos meninos, há uma probabilidade maior de que, futuramente, sejam pais comprometidos também com seus filhos. Perceba como ser pai de verdade é importante, mas exige atitude.
Decisão
Pai é quem faz você “virar gente” e que assume o filho desde o momento que a mulher dá a notícia de que está grávida. Alguns se tornaram pais adotivos, por decisão própria e, muitas vezes, são os melhores pais que existem por aí. Veja mais aqui.


  • Eduardo Prestes / Foto: Fotolia  


reportar erro