Rede aleluia
Senhor dos que servem
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 31 de maio de 2020 - 00:05


Senhor dos que servem

Senhor dos que servem

No livro de Salmos, o capítulo 37, verso 25, descreve: “Fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua semente a mendigar o pão.” O rei Davi viveu uma vida longa de sucessos e fracassos, mas morreu na fé e na justiça. E, por meio dele, o Espírito Santo nos diz nesta Palavra que aqueles que servem a Deus, que são justos e vivem uma fé limpa, aqueles cuja consciência é pura, não
são desamparados.

Essa pandemia que o mundo está passando é para nos mostrar que Deus existe e que Ele se torna galardoador daqueles que O buscam e creem de todo coração, com todas as suas forças, com toda a sua alma. O Altíssimo guarda os seus servos com todo o carinho nos seus braços.

Talvez você venha sendo um cristão meia-boca, um dia vivendo na santidade, um dia vivendo no pecado, mas não dá para andar com um pé no mundo e um pé no Reino de Deus. Porque a consequência da sua indefinição é gerar uma vida mais desastrosa do que a vida dos incrédulos. Eles não creem em Deus e sofrem por sua incredulidade.

Você afirma que crê no Todo-Poderoso, mas a grandeza dEle não se traduz na sua vida. Ela é pífia porque você não é nem quente nem frio: é morno. E isso lhe traz sofrimento. Mas a Palavra de Deus é clara: o justo não será desamparado. O Trono do Senhor é feito de Justiça. E o privilégio de receber as bênçãos do Justo Juiz é só daqueles que O servem de fato e de verdade.


Senhor dos que servem
  • Bispo Edir Macedo / Foto: Getty Images 


reportar erro