Rede aleluia
Relatório recente revela 1,2 mil homicídios de cristãos pelo mundo em 2016
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 13 de Março de 2017 - 03:15


Relatório recente revela 1,2 mil homicídios de cristãos pelo mundo em 2016

Entenda as causas da perseguição religiosa

Relatório recente revela 1,2 mil homicídios de cristãos pelo mundo em 2016

“Quando Lauro Pérez Núñez e sua família se mudaram de Nezahualcoyotl para Chachalaca (no México), receberam estritas instruções de que eles deveriam somente praticar a fé ‘tradicional’ do local. Mas Lauro escolheu seguir uma fé evangélica, e foi, portanto, preso por 48 horas para desistir disso.”

O relato acima é um dos muitos apurados pela ONG internacional Open Doors. O texto ainda diz que a esposa de Lauro foi impedida de comprar alimentos e seus filhos de irem à escola. Mesmo recebendo apoio de um juiz, a perseguição não parou. E Lauro precisou fugir com a família daquele lugar.

Há 25 anos, a instituição elabora o relatório “World Watch List”, que reflete em números a dura realidade enfrentada por cristãos no mundo todo. No ano passado, 215 milhões de pessoas sofreram algum tipo de perseguição religiosa, nos 50 países pesquisados pelo relatório.

Os números são apurados por meio de um questionário que, com base nas respostas, gera um índice para cada país, determinando a sua respectiva classificação na lista.

Por que há perseguição cristã?

De acordo com o relatório, há alguns motivos principais para que o cristianismo seja o grupo religioso mais perseguido no mundo: a violência promovida pelo extremismo islâmico (sobre tudo no continente africano e no Oriente Médio), o nacionalismo religioso que ocorre quando há a tentativa de um regime unir os cidadãos sob uma única identidade religiosa, as divergências étnicas e o tradicionalismo religioso dentro de um país, a intolerância de não cristãos, vestígios de comunismo em alguns governos (partidos políticos comunistas tendem a reprimir atividades religiosas), o crime organizado predominante em algumas localidades, além de ditaduras que visam manter o poder a qualquer custo.

O país com o maior número de mortes de cristãos foi a Nigéria. Em janeiro último, o Universal.org noticiou que a quantidade de homicídios no país africano aumentou 62%, em relação ao ano anterior.

No mundo todo, cerca de 1,2 mil homicídios de cristãos foram contabilizados, de acordo com o relatório.

Outros relatórios também mostram esse quadro

Esse cenário de perseguição aos cristãos também é apresentado no relatório da “United States Commission on International Religious Freedom”, uma comissão partidária do Governo Federal dos Estados Unidos.

A comissão entra em consenso com o “World Watch List” sobre países que apresentam sérios riscos para a liberdade religiosa — como mostra o mapa que você pode ver clicando aqui, divulgado pela Christian Freedom Internacional, uma organização de direitos humanos.

Infelizmente, como observam inúmeros grupos, em relação ao direito à liberdade religiosa, é muito difícil mapear os números concretos desse triste cenário, pois muitas mortes não são contabilizadas e muitas pessoas não contatam as instituições de apoio para delatar casos de perseguição.

Contudo, a Bíblia já alertava: “Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do Meu nome.” Mateus 24.9

Compartilhe nas redes sociais.


Relatório recente revela 1,2 mil homicídios de cristãos pelo mundo em 2016
  • Por Daniel Cruz / Foto: Reprodução Prédicas Cristianas/Youtube 


reportar erro