Rede aleluia
Quem tem sido o seu ‘Deus’?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 2 de agosto de 2020 - 00:05


Quem tem sido o seu ‘Deus’?

Encontro promovido pelo Godllywood Autoajuda trouxe reflexões e respostas para dilemas femininos atuais

Quem tem sido o seu ‘Deus’?

Pontualmente às 18 horas do dia 25 de julho, muitas mulheres acompanharam a reunião do Godllywood Autoajuda. O encontro foi conduzido por Cristiane Cardoso diretamente do Templo de Salomão, em São Paulo, e transmitido para todo o Brasil por videoconferência pelas redes sociais oficiais da Universal e pela plataforma Univer Vídeo.

A palestra expôs o motivo de tantos questionamentos, tantas fragilidades emocionais e, sobretudo, da gangorra espiritual a que muitas mulheres se submetem ao aceitar ter vários deuses em suas vidas.

Para maior entendimento, foi preciso retomar a história do povo hebreu que, ao ser tirado da escravidão do Egito por Deus, se entregou às imagens de outros deuses feitas pelas próprias mãos. Contudo a orientação deixada em Êxodo 20.2-3 é clara: “Eu sou o Senhor teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão. Não terás outros deuses diante de mim.”

Com base nessa passagem bíblica, a pergunta feita às mulheres presentes foi: quais têm sido os deuses da modernidade?

ENTENDENDO O BÁSICO
Para dar início à reflexão, Cristiane abordou o motivo pelo qual muitas mulheres não têm Deus como o Senhor de suas vidas: “se você não entende o significado de Deus e o que Ele representa, vai ter dificuldade de tê-Lo em sua vida”. Em seguida, ela apresentou a definição de deus: “deus é aquele ou aquilo que é adorado e a quem sacrificamos”. Depois falou que “qualquer coisa ou pessoa a quem você sacrifica é o seu deus.”

A LISTA
Cristiane listou alguns deuses cultuados atualmente: o amor dedicado a uma pessoa e o desprezo da própria Fé e dos princípios em nome de um relacionamento; a beleza, quando a mulher se submete obsessivamente a procedimentos estéticos; a perfeição, ao buscar incansavelmente um corpo perfeito; e a obsessão pela moda. Outros deuses também foram mencionados: o vício na obtenção de curtidas (likes) e popularidade nas redes sociais; a carreira bem-sucedida pela qual se sacrifica até a própria família; e, ainda, o desejo de controle, quando se quer ter nas mãos o comando de tudo e de todos.

Cristiane orientou como ocorre essa substituição do Deus Vivo: “por ter outros deuses, você dá um pouquinho de atenção ao único Deus que existe de verdade, o Único que pode lhe dar satisfação, prazer e alegria”. E fez um alerta: “o que mais existe são pessoas ricas e deprimidas e mulheres lindas, com corpo perfeito e infelizes no amor. De que adianta? Esses deuses não suprem a necessidade da alma, que continua sedenta”.

Ela observou ainda que não é errado querer uma carreira bem-sucedida ou cuidar da aparência, por exemplo, mas o problema é a falta de equilíbrio, ou seja, quando se dispensa mais tempo, dinheiro, esforço, pensamentos a essas coisas.

DEUS NO TOPO
Cristiane afirmou que para ter Deus como seu Único Senhor é preciso dedicar tempo para Ele todos os dias – e isso é uma escolha. É necessário deixá-Lo à frente de decisões sentimentais, aos achismos e às ideologias e confiar a Ele o próprio futuro, os sonhos pessoais e o controle de tudo. “Então, você tem que colocar todos esses deuses no Altar e nunca mais pegar”, orientou.

Quem tem sido o seu 'Deus'?

LIÇÕES
A autônoma Wilma Stéfany de Oliveira Salles, (foto dir.) de 20 anos, participou do encontro em Jundiaí, no interior de São Paulo. Para ela, a palestra desmistificou alguns pensamentos, entre eles a necessidade da mulher de ter o controle de tudo. “A cada reunião, temos a oportunidade de rever nossas ações e reações diante das dificuldades do dia a dia e refletir que tipo de mulher temos sido. Quando Deus é o primeiro em nossa vida, todo restante se encaixa e não sobra lugar para preocupações e desespero”, finaliza.

E, você, o que aprendeu? Se quiser ver ou rever a palestra, assista-a pelo www.univervideo.com.


Quem tem sido o seu ‘Deus’?
  • Flavia Francellino / Foto: Demetrio Koch e arquivo pessoal 


reportar erro