Rede aleluia
Ponto de Oração: um momento de paz em meio ao caos
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 5 de Janeiro de 2019 - 21:05


Ponto de Oração: um momento de paz em meio ao caos

Bispos, Pastores e voluntários oraram pelas pessoas em meio a correria do dia a dia. Saiba mais

Ponto de Oração: um momento de paz em meio ao caos

Acordar cedo, tomar banho, pegar ônibus ou dirigir em um trânsito caótico na cidade. Correria e muito estresse. Assim é o cotidiano de milhares de pessoas em todo o mundo. Diante de tantos compromissos, quase não sobra tempo para realizar uma oração sincera, ou, pelo menos, para desabafar com alguém. Por isso, na manhã deste sábado (5), a Universal, em todo o Brasil, realizou o “Ponto de Oração”.

Tendas foram montadas, mesas e cadeiras postas em pontos de grande passagem de pessoas para que Bispos, Pastores, obreiros e demais voluntários, em todo o território nacional, pudessem conversar e, sobretudo, orar pelas pessoas que sofrem e querem ajuda.

A igreja chega até as pessoas

Em São Paulo, o Bispo Renato Cardoso (foto ao lado), responsável pela Universal no Brasil, participou da ação no Largo da Concórdia, na região do Brás, em São Paulo. Ele destacou, sobretudo, a oportunidade de levar a igreja até as pessoas. “A igreja não pode se restringir às suas quatro paredes. Precisamos ir aonde os necessitados estão”, pontuou.

A estudante de direito, Bruna Cailene Santos Barreiros Cardoso, de 28 anos, participou do Ponto de Oração no Brás, em São Paulo. Ela é membro do grupo de Evangelização do Templo de Salomão. Para ela, inegavelmente, orar por um desconhecido pode ser tão bom quanto orar por um familiar. “É como se eu estivesse orando por um irmão que nunca conheci. Além disso, o amor pela alma fala tão alto que parece que você está orando por um familiar ”, disse a jovem.

Semelhantemente, na Zona Sul da Capital Paulista, o Ponto de Oração foi realizado no Largo 13, na região de Santo Amaro. Mais de mil pessoas passaram pelas tendas e receberam oração.

Para o Bispo Adilson Silva (foto ao lado), atual responsável pela Catedral da Avenida João Dias, 1800, Santo Amaro, o dia ainda será lembrado por muitas pessoas no futuro.

“Esse dia foi memorável. A igreja ‘sem paredes’ se fez presente nas ruas e praças levando libertação, cura e a semente da fé aos que creram. Com certeza, em breve vamos ouvir testemunhos de pessoas que citarão esse dia como o dia que a fé delas foi despertada e lhes trouxe Salvação.”

Ponto de Oração pelo Brasil

Da mesma forma aconteceu no Rio de Janeiro. Por todos os lados da cidade maravilhosa existiam voluntários a postos para orar pelos sofridos. “Eu tenho certeza que se o Senhor Jesus estivesse aqui, em nosso lugar, Ele teria ido em busca dos necessitados como nós estamos indo”, destacou o Bispo Jadson Santos, responsável pela Universal no Rio de Janeiro.

Já no Rio Grande do Sul o que seria um Ponto de Oração se tornou em uma verdadeira concentração de fé. A ação aconteceu na Praça XV de Novembro, no centro de Porto Alegre. O Bispo Guaracy Santos, coordenador da Universal no estado, enfatizou a importância dessa ação.

“A fome espiritual das pessoas é muito grande. Ou seja, quem oferecer seu pão primeiro, sejam os servos de Deus ou do maligno, conquistam suas almas. Por isso, temos que chegar na frente”, reiterou o Bispo.


Ponto de Oração: um momento de paz em meio ao caos
  • Rafaela Dias / Fotos: Cedidas 


reportar erro