Rede aleluia
O amor a Deus
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 23 de agosto de 2018 - 00:05


O amor a Deus

Quando dirigimos o nosso maior amor no sentido vertical ao Senhor Jesus, automaticamente somos transportados para o Reino de Deus

O amor a Deus

Esta modalidade de amor é a mais importante, significativa e que produz benefícios mais imediatos ao ser humano. Realmente, ela é a base da própria vida. O amor a Deus, quando colocado em absoluto primeiro plano em nossas vidas, naturalmente, vai criando todas as condições necessárias e suficientes para que possamos habitar nesta Terra em condições semelhantes às de Adão e Eva quando habitavam no Jardim do Éden.

Isto não é apenas uma teoria, mas uma realidade criada pelo próprio Deus. Quando o Senhor Jesus esteve entre nós, qual foi o âmago de Sua mensagem? A cura divina? A libertação dos cativos? Bem, isto era evidenciado no Seu ministério e estava dentro do contexto principal de Sua Palavra. Entretanto, o que mais nos chama atenção na Sua mensagem é o Reino de Deus.

E o que vem a ser o Reino de Deus senão o Jardim do Éden do passado? Ora, todos os seguidores do Senhor Jesus Cristo fazem parte do Reino de Deus neste mundo e devem estar sujeitos muito mais às leis do Espírito Santo, ou seja, às da vida eterna que propriamente às leis deste mundo, as quais são muito justas no papel, mas na prática são distorcidas pelo poder econômico.

Quando dirigimos o nosso maior amor no sentido vertical, ou seja, ao Senhor Jesus, automaticamente somos transportados para o Reino de Deus e, consequentemente, passamos a viver sob “a sombra do Altíssimo”, tal qual viveram Adão e Eva no Jardim do Éden, enquanto estavam sujeitos à Palavra de Deus. Somente aquele cujo coração de pedra foi trocado por um coração de carne, isto é, aquele que aceitou e assumiu a fé no Senhor Jesus Cristo com exclusividade, tem condições de amar a Deus de acordo com o primeiro grande mandamento.

Muitas vezes exigimos de Deus o Seu poder em nossas vidas, queremos ver os milagres maravilhosos do passado se repetindo no presente, porque acreditamos nEle e na Sua Palavra. Porém, esquecemos muitas vezes também que, para isto acontecer, devemos ter os nossos corações completamente em Suas mãos, e isto nem sempre acontece, infelizmente.

Porque, quanto ao Senhor, Seus olhos passam por toda a terra, para mostrar-se forte para com aqueles cujo coração é totalmente dEle; nisto procedeste loucamente; por isso, desde agora, haverá guerras contra ti. 2 Crônicas 16.9

Daí podemos tirar inúmeras conclusões a respeito de muitas vidas cristãs não corresponderem às promessas de Deus. Que Deus nos perdoe o tempo em que, na ignorância, omitimos o nosso maior amor a Ele, em detrimento de nós mesmos ou de nossas ambições pessoais!

Mas o fato é que precisamos reparar nossos erros a partir de agora, imediatamente, a fim de que venhamos a servir aos propósitos do Espírito Santo neste mundo e viver de acordo com os princípios do Reino de Deus.

Os fariseus experimentaram o Senhor Jesus perguntando qual era o grande mandamento na Lei de Deus; e o Senhor respondeu:

Amarás o Senhor, Teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Mateus 22.37

Este é o segredo do sucesso na vida, sob todos os aspectos, porque a partir do momento em que focalizamos todo o nosso amor em Deus, Ele, por sua vez, também focaliza todo o Seu amor em nós, e daí há um relacionamento mais estreito entre o Criador e a criatura. Além do mais, o próprio Senhor disse:

Portanto, diz o Senhor, Deus de Israel: Na verdade, dissera Eu que a tua casa e a casa de teu pai andariam diante de Mim perpetuamente; porém, agora, diz o Senhor: Longe de Mim tal coisa, porque aos que Me honram, honrarei, porém os que Me desprezam serão desmerecidos. 1 Samuel 2.30

O amor de Deus, que é derramado em nossos corações pelo Espírito Santo, nos dá condições de amar ao Senhor de fato e de verdade e, consequentemente, sermos um povo diferente, uma nação santa, um só rebanho de um só pastor. O Reino de Deus só pode existir na base do profundo e puro amor; o profundo e puro amor só pode brotar naqueles que amam a Deus sobre todas as coisas; só se pode amar a Deus sobre todas as coisas se possuir o Espírito de Deus dentro do coração e, finalmente, só se pode possuir o Espírito de Deus dentro do coração, quando se considera Jesus Cristo como único Senhor e Salvador pessoal.
Participe do Jejum de Daniel, para que o Espírito Santo venha repousar sobre a sua vida e fazer de você a Sua morada.
De 6 de agosto a 26 de agosto.
(*) Texto retirado do livro “O Espírito Santo”, do Bispo Edir Macedo.


O amor a Deus
  • Bispo Edir Macedo (*) / Foto: Fotolia 


reportar erro