Rede aleluia
Nicole Rosemberg sobre serenidade de Maya em Reis: “É bom fazer uma personagem oposta a mim”
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 30 de Novembro de 2022 - 21:37


Nicole Rosemberg sobre serenidade de Maya em Reis: “É bom fazer uma personagem oposta a mim”

Atriz participou do podcast Fora de Série e também comentou cena marcante da israelita na superprodução

Nicole Rosemberg sobre serenidade de Maya em Reis: “É bom fazer uma personagem oposta a mim”

Nicole Rosemberg diz aprender muito com Maya, sua personagem na superprodução Reis. Convidada do podcast Fora de Série de terça-feira (29), a atriz elogiou a força e a serenidade da israelita, casada com Jônatas (Miguel Coelho).

“Ela é forte quando precisa, mas também é tranquila, é maleável, e se adapta às circunstâncias e situações. Sinto que a Maya é uma força para o Jônatas. Eu a acho incrível”, destacou.

Ao contrário da israelita, Nicole ressaltou que tem uma personalidade forte: “Eu a vejo tão serena, mas sinto que eu sou um furacão. É bom fazer uma personagem oposta a mim, que é mais tranquila, que pensa antes de falar. É muito interessante aprender com ela”, disse.

Para a atriz, o aborto espontâneo do primeiro filho de Maya e Jônatas foi um momento marcante na série. “Essa cena foi uma das mais incríveis que já fiz na minha vida. Mexeu comigo de um jeito que eu fiquei mal por muitos dias. Demorei para me recuperar daquilo, foi tão verdadeiro para mim. Eu comecei a chorar e não conseguia parar”, relembrou.

Em clima de reta final da quinta temporada, a artista também falou sobre a experiência de fazer parte do elenco de Reis: “Acho que fiz um bom trabalho. [Estou] apreensiva porque está acabando, mas também com grandes expectativas para os próximos projetos que virão, confiante no tempo e em Deus. Tudo vem no momento certo”.

Assista à entrevista completa: 

Reis – A Perseguição:

Acompanhe os últimos episódios de Reis – A Perseguição, de segunda a sexta, às 21h, na tela da Record TV. E, se você perdeu as temporadas anteriores, pode acessar o PlayPlus.com para assistir na íntegra ou acompanhar o perfil no Instagram @seriereis para ficar por dentro de tudo.


Nicole Rosemberg sobre serenidade de Maya em Reis: “É bom fazer uma personagem oposta a mim”
  • R7 / Foto: DIVULGAÇÃO/FORA DE SÉRIE 


reportar erro