Rede aleluia
Não se acovarde diante dos inimigos
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 7 de junho de 2020 - 00:05


Não se acovarde diante dos inimigos

O novo livro do Bispo Edir Macedo, Gideão e os 300, traz reflexões de como se deve enfrentar os problemas

Não se acovarde diante dos inimigos

Nas Escrituras Sagradas, há muitos heróis da Fé que, com coragem e confiança em Deus, mudaram a história do povo de Israel. Gideão, um dos principais juízes de sua época, foi um deles. Com sua revolta, valentia e por intermédio Divino, ele venceu os inimigos com apenas 300 homens. Você pode conferir esta história com a leitura do novo livro do Bispo Edir Macedo: Gideão e os 300 – Como Deus realiza o extraordinário através de pessoas comuns, da Editora Unipro.

O livro de Juízes, na Bíblia Sagrada, relata que Gideão era o menor da sua família, a mais pobre daquele lugar. Naquela época, o povo de Israel tinha se afastado de Deus e, por isso, a destruição e a vergonha sobrevieram sobre toda a nação. Na ocasião, o povo teve que se esconder em cavernas para que não fosse atacado pelos inimigos: os midianitas, os amalequitas e os povos do Ocidente. Gideão, no entanto, no meio de tantas pessoas, mostrou o que agradou a Deus: sua revolta e indignação. Como já tinha ouvido falar das maravilhas de Deus na época de seus pais, ele não aceitou viver escondido daquele modo e se colocou à disposição para lutar contra seus inimigos.

Em resposta à sua atitude, o Altíssimo o usou para salvar o Seu povo e fazer com que seus servos se voltassem novamente para o Altar dEle.

A restauração do Altar
O versículo 1 do capítulo 6 do livro de Juízes mostra que o povo tinha feito o que era mau aos olhos do Senhor e, por isso, os inimigos vieram sobre ele. Mas, antes de ir para a guerra, Gideão restaurou seu Altar para Deus. Ele sabia que, se não fosse por intermédio Divino, todos continuariam naquela situação para sempre.

Da mesma forma, atualmente, há muitos cristãos que estão sendo bombardeados por problemas porque estão negando a sua Fé e fazendo o que é mau perante Deus. Estes precisam entender que, para vencer as adversidades, devem restaurar o Altar de Deus em suas vidas, pois, caso contrário, continuarão nas mãos dos seus inimigos.

Não se acovarde
Assim que Deus viu a reação de Gideão, Ele o instruiu sobre como escolher um grupo seleto, entre 32 mil israelitas, para aquele combate e deixou claro que aqueles que eram covardes e tímidos não deveriam ir. Então, 22 mil medrosos retrocederam. Após um teste de coragem feito com outros 10 mil alistados, apenas 300 combatentes valentes foram separados para irem com Gideão.

Isso quer dizer que os tímidos na Fé não veem a ação de Deus em suas vidas. Quando são chamados para uma decisão, recuam e se escondem – ao contrário dos valentes, que não aceitam a situação nem temem os inimigos, mas confiam que Deus lhes dará a vitória.

Quem são os 300?
Mesmo tendo conquistado Canaã, uma terra prometida por Deus, o povo de Israel vivia em declínio com a Fé. Contudo, para ajudar O Seu povo a vencer os inimigos e reatar o relacionamento com ele, Deus escolheu pessoas detentoras de uma Fé sobrenatural, como Gideão.

Deus viu a reação de Gideão e dos 300 valentes quando eles colocaram a coragem no lugar do medo. Também viu neles a mesma indignação que Ele sentia ao ver o sofrimento do Seu povo.

O livro traz uma reflexão: as pessoas travam guerras com seus inimigos diariamente, seja por uma dívida, seja por causa de uma doença, um problema familiar e até espiritual, mas o que determina se vão alcançar a vitória é a sua posição diante deles. Há aquelas que convivem com as dificuldades de forma apaziguadora e outras que fogem delas, como Israel fez por muitos anos e, por isso, nunca veem a mudança em suas vidas. Estas precisam entender que a mudança só acontece quando há uma atitude de Fé inteligente.

Livro
Você pode conferir toda essa história no novo livro do Bispo Edir Macedo. Em 112 páginas, cada detalhe é retratato com o intuito de encorajar o leitor a não ser uma pessoa acomodada. Afinal, o segredo para o sucesso é manifestar uma Fé sobrenatural no Deus Altíssimo.

São 200 mil exemplares impressos que já estão disponíveis para o público nos templos da Universal de todos os Estados brasileiros, nas livrarias do País e no site arcacenter.com. A obra foi publicada em português, inglês e espanhol e estará disponível no formato digital nos três idiomas nas principais plataformas digitais da Amazon, Apple e Google.

Para saber mais, acompanhe diariamente, às 22h, o estudo do livro pelo Instagram @igrejauniversal ou pela plataforma Univer Vídeo (univervideo.com).

*Colaborou: Editora Unipro


Não se acovarde diante dos inimigos
  • Camila Teodoro / Fotos: Getty images 


reportar erro