Rede aleluia
Mãe prende bebê em armário para esperar sua morte
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 15 de outubro de 2020 - 17:31


Mãe prende bebê em armário para esperar sua morte

Objetivo era que a criança morresse de fome

Mãe prende bebê em armário para esperar sua morte

Uma mulher de 37 anos de idade prendeu a filha recém-nascida dentro de um armário durante seis meses. O objetivo dela era fazer com que a criança morresse de fome.

A mulher, identificada pela polícia apenas como Yulia, vive na Rússia. Ela teve sua filha, Katya em abril, após um caso secreto com um homem casado. Yulia manteve a gestação em segredo e não procurou médicos antes nem após o nascimento da bebê.

Para que a criança falecesse, Yulia a colocou dentro de uma bolsa e deixou em um armário de roupas localizado em um quarto vazio do apartamento. A criança sobreviveu porque até que tudo fosse descoberto, seu irmão de 13 anos a alimentou com restos de comida. A criança contou à polícia que foi proibida de contar a qualquer pessoa sobre a bebê.

O caso foi descoberto durante a festa de aniversário desse garoto, cujo pai é ex-marido de Yulia e não vive no apartamento. Yulia bebia com amigos quando eles ouviram o choro abafado do bebê.

O porta-voz da polícia que investiga o caso, Valery Gorelykh, afirmou que Yulia tentou disfarçar, afirmando que o choro vinha de uma boneca com defeito:

“É difícil acreditar nesta história horrenda, mas por mais difícil que seja dizer isso, é verdade. Os policiais encontraram o bebê faminto e organizaram seu transporte urgente para o hospital, onde os médicos estão lutando por sua vida”.

Katya sofre com desnutrição grave e sua mãe foi presa. Ela passou por avaliação psicológica e aguardará julgamento privada de liberdade. Katya será indiciada por tortura de menor de idade e, se condenada, poderá pegar até sete anos de prisão.

Pais entregarão seus filhos à morte

Embora seja repugnante, a atitude de Yulia não é surpreendente para aqueles que conhecem a Palavra de Deus. A Bíblia afirma que, ao se aproximar o Fim dos Tempos, “o irmão entregará à morte o irmão, e o pai ao filho”. Marcos 13.12

Também relata que, quando for próxima a chegada do anticristo, “por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará.” Mateus 24.12

Esse é mais um caso que comprova a aproximação do Fim dos Tempos. É urgente que cada pessoa cuide da Salvação de sua alma. Todas as quartas-feiras, na Escola da Fé, são explicados os Alertas da Salvação. Clique aqui e saiba mais sobre a reunião.


Mãe prende bebê em armário para esperar sua morte
  • Andre Batista / Imagem: Reprodução Internet 


reportar erro