Rede aleluia
Lição de responsabilidade
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 23 de Novembro de 2020 - 10:41


Lição de responsabilidade

Crianças que ajudam em tarefas domésticas se preparam para entender seu papel não só na família, mas na sociedade

Lição de responsabilidade

Pais e avós costumam se surpreender com as crianças de hoje, que sabem mexer em smartphones e tablets desde bem novinhas. Ao mesmo tempo, nota-se que há uma grande falta de autonomia de muitos pequenos para realizar tarefas simples do dia a dia, como guardar seus brinquedos, comer ou se vestir sozinhos.

Algumas famílias, entretanto, delegam tarefas aos filhos e netos que lhes dão uma noção muito importante de como podem ser úteis e responsáveis, em vez de fazerem todas as vontades deles o tempo todo – o que não raro resulta em adultos mimados e que só pensam em si mesmos.

Para a psicóloga Ane Caroline Janiro, de Votuporanga, em São Paulo, “quando a criança entende que a limpeza e a organização da casa não são papel de apenas uma pessoa, mas de todos, ela percebe que também tem uma função importante no ambiente e começa a notar a importância da autonomia e da independência”.

De acordo com Ane, esses ensinamentos precisam ser transmitidos desde os primeiros anos de vida da criança. “Quanto mais tempo se espera para ensinar isso aos filhos, mais difícil será mudar seus hábitos”, diz. “É importante que, por menos tempo livre que os pais tenham, façam o possível para integrar as crianças nesse processo e ensinar a elas algumas atividades, sempre respeitando as habilidades de cada faixa etária”.

Segundo Ane, “é preciso se desapegar do perfeccionismo e da pressa ao ensinar uma atividade. Dificilmente uma criança muito nova realizará uma tarefa tão bem quanto um adulto, especialmente nas primeiras vezes que tentar. Então, nada de broncas e cobrança para que tudo saia perfeito. Mesmo que não tenha ficado tão bom, elogie sempre e vá mostrando aos poucos qual é a maneira correta. Isso estimulará ainda mais a criança a querer fazê-la de novo.”

Outro ponto importante é supervisionar a criança. “Basta menos de um minuto de descuido para que ocorra algum acidente, então, vamos prevenir. Algumas tarefas não oferecem risco, mas é bom ter cuidado”, adverte.

Ane fez uma lista das atividades a serem ensinadas aos pequenos, respeitando as etapas do desenvolvimento deles (confira no quadro ao lado):


Lição de responsabilidade
  • Marcelo Rangel / Foto: Getty images / Arte: Edi Edson 


reportar erro