Rede aleluia
Estou solteira e louca para casar
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 18 de setembro de 2016 - 03:05


Estou solteira e louca para casar

O desespero de mudar o status do relacionamento pode ser uma cilada

Estou solteira e louca para casar

É difícil que você, leitora, não tenha uma amiga, prima ou conhecida que, mesmo sem o menor sinal de um pretendente à vista, já sonhe acordada com a entrada na igreja ao som dos clarins tocando a marcha nupcial.

A título de curiosidade, a “neura pelo casamento” pode ser tamanha que algumas mulheres, por exemplo, planejam o evento sem ao menos ter um candidato em vista. Nos Estados Unidos elas são conhecidas como “single bridezillas”. Acha que depois dessa informação já leu de tudo? Talvez não. Isso porque a Cera Travel, uma empresa japonesa, se responsabiliza por organizar todo o casamento solo (isso mesmo), com direito a buquê e ao vestido de noiva. E, claro, a falta do noivo pode ser facilmente resolvida pela presença de um modelo, caso a noiva não queira aparecer sozinha na sessão de fotos.

Status: solteira

A chamada anuptafobia, ou simplesmente o medo de ficar solteira, faz com que muitas mulheres deixem a ansiedade falar mais alto e troquem os pés pelas mãos, como menciona a psicóloga Aline Forjado, de São Paulo. “Por conta de achar que têm que fazer isso a qualquer custo, muitas deixam de lado a escolha das grandes características de um parceiro e o que importa não são mais as qualidades, mas não ficar solteira”, diz a especialista. Ela acrescenta que “a partir do momento que algum homem tem uma atitude de carinho, ela já o idealiza como o homem da sua vida. Ela deposita todas as fichas, sem nem ao menos questionar se é ou não o tal amor da vida dela, se é realmente alguém com quem ela gostaria de se casar, o que é um problema”, alerta.

Antes de um relacionamento sério

Não podemos negar que a pressão social e a cobrança da própria mulher fazem com que muitas queiram um relacionamento não para estarem, mas para terem. Terem um namorado, terem um noivo, terem um marido para postar fotos no Facebook.

Amedrontadas pelo fantasma de que podem “ficar para a titia”, há as que se colocam no primeiro relacionamento que aparecer ou as que permanecem em uma relação mesmo infelizes, como afirma um estudo da Universidade de Toronto, no Canadá. O estudo aponta que a fobia de ficar solteiro faz com que muitas pessoas aceitem menos do que deveriam. Quanto a isso, a psicóloga avalia que muitas se submetem a isso porque “acham que o período para casar é curto e que depois disso não dá mais.”

Mas cabe a cada mulher lidar com as próprias expectativas e com aquelas que as pessoas depositam nela também. O segredo? Bem, não existe uma receita de bolo. “Mas vale a pena colocar para si mesma que na vida existem fases e o fato de estar solteira é uma delas. Coloque na balança algumas prioridades com relação à solteirice e tente se agarrar às vantagens de estar nessa posição”, aconselha.

Ponderar as oportunidades que forem aparecendo e, principalmente, entender que o fato de se estar solteira pode ser passageiro, ajudam a mulher a passar por essa fase da melhor forma possível. Compartilhar novidades com as amigas, conhecer pessoas, fazer atividades de que gosta e novas amizades, se conhecer e conhecer lugares diferentes também são estratégias que, segundo Aline, fazem com que a mulher lide com essa etapa com segurança.

E, quando a pessoa ideal para você chegar, tenha em mente o que deseja ao entrar no relacionamento com ela. “Saiba identificar as qualidades que deseja nela. E dê tempo ao tempo. Casamento não é só juntar objetos. São pessoas diferentes que vieram de lugares completamente diferentes e de criações diferentes. Não adianta só desejar realizar seu casamento. É preciso desejar aquele parceiro que vai estar com você e que você espera que esteja ao seu lado para o resto da vida”, finaliza.

Está solteira? Que tal…

Deixar de se comparar? Sua amiga se casou e você não tem ninguém em vista ainda? Pare de se comparar! Afinal, ninguém é igual. Comparações só são boas para alimentar a ansiedade e a frustração

Investir em si mesma? Quer atrair um bom partido? Então, você mesma tem que ser um

Deixar o coração gostar de quem sua mente aprove primeiro? Quantas casaram e se divorciam por causa do sentimento?

Recorrer ao Melhor Casamenteiro de todos? Ele é Deus. Até porque foi Ele quem idealizou o casamento

Dicas baseadas em um post do blog de Renato Cardoso, apresentador do programa The Love School

Para saber mais como resolver os problemas da vida amorosa, participe das palestras da Terapia do Amor, todas às quintas-feiras, em uma Universal mais próxima de você. A cada palestra, casais, noivos, namorados e solteiros aprendem sobre o amor inteligente e como desenvolver o relacionamento a dois.


Estou solteira e louca para casar
  • Por Flávia Francelino / Foto: Fotolia  


reportar erro