Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 12 de fevereiro de 2020 - 12:47


Empresária diz que nunca havia encontrado nada mais forte do que os seus problemas

Até ser impactada por uma programação de rádio que a levou à solução que tanto almejava

No passado, a empresária Angelina vivia – como ela mesma diz – sem solução. Ela era depressiva e ainda enfrentava um câncer, pelo qual já havia passado por duas cirurgias, sem nenhum resultado de cura.

Além disso, era viciada no cigarro. A dependência era tão grande, diz, que antes da cirurgia a sua preocupação não foi com os cuidados inerentes à saúde (o que seria o esperado), mas em comprar cigarros para poder estocar em casa.

Após a cirurgia, relembra, “ficar em casa foi um período de tédio.” A televisão e o rádio foram seus companheiros no período pós-cirúrgico. Até que um dia, enquanto mudava de estação na rádio, ouviu alguém contando como superou um câncer. Aquilo chamou sua atenção.

Angelina conta que aquela programação na rádio foi como uma luz. As experiências que viveu à medida que acompanhava as histórias de transformação de vida a impactaram profundamente. A programação era da Universal.

Assista no vídeo abaixo o depoimento completo de Angelina e o que aconteceu com ela após esse momento:

Proclamadores do Telhado

Em todo o lugar, pessoas com os mais diversos tipos de problemas, sofrem pensando não ter mais solução. Não sabem a quem recorrer ou até já pediram ajuda, porém, não obtiveram resposta.

Por essa razão, a Universal investe na divulgação da mensagem de Salvação por todos os meios de comunicação. E as programações na rádio têm tido um grande alcance.

Você também pode fazer o mesmo, sendo um Proclamador do Telhado, e ajudar vidas que estão sofrendo. Seja um coparticipante da obra de Deus. A doação é algo que você pode fazer em anonimato. Saiba mais, clicando aqui.

Participe de uma das reuniões na Universal, que acontecem diariamente e em diversos horários. Procure o endereço do templo mais perto de você, clicando aqui.

Caso esteja em São Paulo, participe de uma reunião no Templo de Salomão, localizado na zona leste da capital, na Avenida Celso Garcia, 605, bairro do Brás.

 


  • Núbia Onara / Foto: Reprodução 


reportar erro