Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 8 de abril de 2018 - 03:05


É hora de recomeçar

Os meses de março, abril e maio marcam uma nova página no ministério e na vida espiritual dos obreiros de todo o País e do mundo

No dia 24 de fevereiro, às 18 horas, milhares de obreiros se reuniram, no Templo de Salomão, em São Paulo, para assistir a uma reunião especial com o Bispo Edir Macedo, que esteve presente por meio de videoconferência. A segunda parte da reunião foi conduzida pelo Bispo Sergio Côrrea, responsável pelo cuidado espiritual dos obreiros no País. O Bispo Sergio propôs uma experiência para todos os que compareceram e também para os que assistiam à reunião pela plataforma Univer Vídeo ou pelo Facebook do Bispo Macedo. “Estamos terminando o mês de fevereiro e, se você quiser, nos próximos três meses, em março, abril e maio, vai rever o que fazia no início de tudo. É um propósito de recomeço.”

#recomeço

O Bispo Sergio relembrou sua trajetória na fé e seu batismo com o Espírito Santo enquanto participava de uma concentração feita pelo Bispo Macedo, no Rio de Janeiro, há alguns anos. Para isso, priorizou aquele dia, se preparou e recebeu o Espírito de Deus. Desde então, coloca toda a força em tudo o que faz. “No começo, você era um obreiro muito dedicado à vida espiritual. Começou muito bem, mas não basta começar, tem de permanecer. Antes, você tinha o costume de orar de madrugada, de se separar para Deus, de examinar as Escrituras, de jejuar, mas parou”, disse. O objetivo do propósito, portanto, é voltar a praticar todas esssas ações.

Na Vigília da Humilhação, realizada no dia 4 de março com todos os obreiros do Brasil e de várias partes do mundo, o propósito do recomeço foi oficializado. E ganhou hashtags (palavras-chave) nas redes sociais de várias partes do mundo. Isso porque os voluntários que saem às ruas para evangelizações compartilham suas experiências diárias no mundo vitrtual por meio da hashtag #recomeço.

Prioridade


Michelle Santos de Oliveira, de 28 anos (foto acima), participa todos os sábados das reuniões de obreiros no Templo de Salomão. Ela conta que sai dos encontros semanais bastante fortalecida. “Lá consigo me desconectar de tudo e de todos e me coloco na condição de alma diante do meu Deus. O que é orientado se reflete no meu dia a dia, procuro vigiar e manter uma ligação diária com Ele”, diz.

Voluntária há três anos, Michelle conta que enxerga os encontros como um cuidado do próprio Deus para com aqueles que fazem parte da Sua Obra. “Quando o obreiro entende isso, trata essa reunião como uma preciosidade.”

Ela recorda do momento que o propósito do recomeço foi anunciado também na Vigília realizada no dia 4 de março, no Templo de Salomão. “Para mim, recomeçar é voltar à estaca zero. Viajei no tempo e observei se estava deixando as coisas de Deus de lado. O Bispo Sergio mostrou a folha dos quesitos que iríamos usar para nos avaliar e dar a nota a nós mesmos semanalmente.”

Michelle não cuida da sua vida espiritual somente aos sábados, dia da reunião dos obreiros, mas acompanha o programa Obreiros em Foco (transmitido de segunda a sexta-feira, às 22 horas, pela TV Universal, Rede Aleluia e Facebook) porque entende que para se manter de pé é preciso alimentar a fé constantemente. “E o programa ajuda muito nesse cuidado. Isso só tem feito crescer minha comunhão com Deus. É uma experiência única a cada dia”, finaliza.


  • Por Flavia Francellino/ Fotos: Demetrio Koch e Flavia Francellino 


reportar erro