Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 2 de dezembro de 2019 - 00:05


Dica de um anjo

Leia a mensagem de hoje do livro “O Pão Nosso para 365 dias”

“Havendo-os levado fora, disse um deles: Livra-te, salva a tua vida; não olhes para trás, nem pares em toda a campina; foge para o monte, para que não pereças.” (Gênesis 19.17)

Dica para quem não quer se dar mal: não olhe para trás. Fuja para o monte e não pare pelo caminho. Vá para o lugar aparentemente mais difícil. Foi o que Ló ouviu de um anjo quando foi salvo da destruição de Sodoma e Gomorra.

Para se libertar das amarras do mal e para salvar a nossa alma, não há dica mais preciosa. Trilhar o caminho do sacrifício, confiando na Palavra de Deus. E jamais olhar para trás. A mulher de Ló ignorou essa ordem, olhou para trás e transformou-se em uma estátua de sal (confira em Gênesis 19.26).

A vida de quem olha para trás não anda para frente. Experimente andar para frente olhando para trás. Recordações dos fracassos passados trazem dúvidas e transformam qualquer sonho de liberdade em uma estátua de sal. A glória do passado também tem impedido muitas pessoas de conquistarem glórias maiores no presente.

Liberte-se do passado de uma vez por todas, quer tenha sido ele bom ou ruim. Dê um passo de fé rumo ao monte, sem olhar para trás. Sem medo, sem sentimentalismo. O ano está terminando e você não pode aceitar entrar o novo ano carregando esqueletos do ano velho. Não pode aceitar entrar o novo ano com as mesmas expectativas, os mesmos sonhos. Ainda há tempo de correr para a frente, sem olhar para trás.

Não olhe para trás. Trilhe o caminho do sacrifício,  confiando na Palavra de Deus.

(*) Fonte: livro “O Pão Nosso para 365 dias”, do Bispo Edir Macedo


  • Redação / Foto: Getty Images 


reportar erro