Rede aleluia
Desumano: era assim que Nilton definia o Bispo Edir Macedo
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 10 de fevereiro de 2020 - 11:31


Desumano: era assim que Nilton definia o Bispo Edir Macedo

Mas quando se viu no fundo do poço, deixou de lado o preconceito e foi em busca de ajuda. Saiba mais

Desumano: era assim que Nilton definia o Bispo Edir Macedo

Com apenas 24 anos, Nilton era um alcoólatra e dependente químico.

Devido ao estilo de vida que levava, Nilton estava certo de que não passaria dos 25, se não fosse assassinado, garante, cometeria o suicídio.

Ele conta que a sua vida era completamente destruída. “Eu era um drogado. Conheci a maconha com 16 anos, depois fui para cocaína e, aos 23 anos, conheci o crack.  Costumo dizer que até os meus 20 anos eu usei drogas, depois foi a droga que me usou”, lamenta.

Pré-conceito e fake news

Apesar de não frequentar nenhuma igreja, ele confessa que tinha verdadeira aversão à Universal. Tudo que ele ouvia a respeito só reforçava ainda mais o pré-conceito que havia formado contra a instituição.

Para ele, o Bispo Edir Macedo não passava de um charlatão, de um ladrão, um homem desumano que ludibriava e manipulava as pessoas desprovidas de informações.

De uma coisa ele tinha certeza: jamais colocaria os pés numa Universal.

Entretanto, durante o período em que ele esteve afundado nas drogas, aconteceu a separação dos pais. Tempos depois, o casamento foi restaurado e o pai voltou para casa um homem transformado. Ele estava frequentando a Universal.

A perseverança do pai

Nilton se lembra que os constantes convites do pai para que ele fosse à igreja com ele só potencializava a raiva que sentia. Então, resistia.

Mas, o pai dele não desistiu. Foram várias as vezes que foi atrás do filho na comunidade. “Aquela insistência e perseverança do meu pai, aos poucos, foi me quebrantando. Eu me lembro que eu estava no auge da minha depressão, quando falei para o meu pai que eu queria ir na igreja”.

Assim, Nilton, finalmente, pisou em uma Universal. As três primeiras vezes ainda levava a droga no bolso. Contudo, percebia uma mudança interior cada vez que saía do culto.

“É como se eu estivesse no fundo do poço e cada vez que eu ia na reunião percebia que havia saído. Era a Palavra de Deus me limpando e me resgatando”, reconhece.

Um novo homem

Quando se deu conta, queria estar todos os dias na igreja. Passou pelo batismo nas águas e teve um encontro com Deus. Assim como o pai, Nilton havia se transformado em um novo homem. E aquilo que tanto criticava no pai, passou a fazer também: falar de Jesus para todas as pessoas.

“A Universal me roubou sim: me roubou do mundo das drogas que eu vivia. Nunca mais eu tive uma recaída. Ela me roubou o desejo de morte. Foi uma lavagem cerebral maravilhosa!”, declara.

Acompanhe abaixo o depoimento completo de Nilton:

Mudança de vida

Se assim como o Nilton esteve um dia, você se encontra no fundo do poço, mas, influenciado (a) pelas fakes news, tem resistido aos inúmero convites para ir à Universal buscar ajuda, faça como ele. Deixe o pré-conceito de lado e participe de uma de nossas reuniões. Dê a si mesmo a oportunidade de, por meio da fé, transformar a sua vida.

Compareça no Templo de Salomão, localizado na Avenida Celso Garcia, 605, no bairro do Brás, zona leste de São Paulo. Ou, se preferir, procure uma Universal mais próxima de sua casa. Consulte aqui os endereços.


reportar erro