Rede aleluia
Depressão: Campanha ofereceu informação e ajuda a quem sofre com a doença
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 4 de Junho de 2021 - 09:33


Depressão: Campanha ofereceu informação e ajuda a quem sofre com a doença

Cientistas alertam para a importância de ações para enfrentar o crescimento de transtornos mentais.

Depressão: Campanha ofereceu informação e ajuda a quem sofre com a doença

Na última semana de maio, a campanha “Dê uma chance para você” levou a 92,1 mil brasileiros a mensagem sobre a importância da atenção aos transtornos mentais, como a depressão. Com faixas, folhetos e publicações em redes sociais, a população foi alertada sobre os sintomas dessas doenças e convidadas a desabafar em pontos de atendimento montados em várias cidades.

O Journal of Mental Health, publicação científica sobre saúde mental, divulgou recentemente um alerta sobre a importância da adoção urgente de ações para enfrentar o crescimento acentuado de doenças como ansiedade e depressão.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 264 milhões de pessoas sofrem de depressão em todo o mundo, e 8% da população mundial tem sintomas de ansiedade. A situação foi agravada pela pandemia de covid-19, que interrompeu muitos tratamentos de problemas de saúde mental.

Durante a campanha, 43,8 mil pessoas foram beneficiadas com apoio emocional, em conversas presenciais com voluntários em tendas instaladas em locais públicos, ou, remotamente, por mensagens e pelas redes sociais. Também foram distribuídos folhetos com informações sobre os transtornos mentais.

Jefferson Garcia, responsável pela campanha, explica que a ação chegou a indivíduos que estavam a ponto de cometer suicídio. “Quando os voluntários abordam essas pessoas na rua, elas encontram uma chance de desabafar. Só em ter uma conversa, já se sentem melhor. É por isso que não podemos parar. É preciso, a cada dia, levar um ombro amigo a quem não têm com quem contar.”

A psicóloga Kellen de Souza Fagundes Alves Prado, voluntária da campanha, avalia que a pandemia trouxe medo e incertezas à população, comprometendo a saúde emocional e mental dos indivíduos.

Para ela, a campanha “Dê uma chance a você” constrói um cenário favorável para o processo de tratamento dessas pessoas. “Quando nos sentimos amparados, a chance do tratamento dar certo é muito grande”, avalia.

Cerca de 10 mil voluntários participaram da campanha, que aconteceu em cidades de todos os 26 estados e do Distrito Federal. “Dê uma chance para você” é uma iniciativa da Igreja Universal do Reino de Deus.


Depressão: Campanha ofereceu informação e ajuda a quem sofre com a doença
  • UNIcom / Fotos: Cedidas 


reportar erro