Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 26 de agosto de 2018 - 00:05


Depois de 31 anos no vício, Ronaldo recuperou a vida dele e a de sua família

Saiba o que aconteceu quando ele aceitou um convite da esposa para participar do Tratamento para a Cura dos Vícios

O vício em substâncias como a cocaína e o crack é destruidor na vida de um indivíduo e das pessoas ao seu redor, principalmente a família. Gradualmente, o viciado vai perdendo tudo: a dignidade, o respeito, o afeto, o emprego ou negócio próprio e a saúde.
A história de Ronaldo se encaixa neste triste cenário onde famílias inteiras são despedaçadas e sofrem com o vício de um parente. Casado há 28 anos com Rosa, a maior parte do relacionamento foi permeada pelos vícios dele. No total, foram 31 anos envolvido com as drogas, sendo 25 anos viciado em crack.
Ele chegou a passar por duas internações – mas, nunca acreditou naquele tipo de tratamento – e teve até uma coleção de cachimbo, sendo um deles banhado a ouro. Tornou-se um homem desconfiado, violento e andava armado. Deixou de lado o vínculo com mãe, esposa e filho e os compromissos profissionais.
Tratamento para a Cura dos Vícios
Em uma das muitas vezes que estava isolado em um quarto de hotel, sua esposa ligou para ele e pediu que assistisse ao mesmo programa pela tevê que ela estava assistindo. Então, o convidou para acompanhá-la a uma palestra do Tratamento para a Cura dos Vícios. Ele não aceitou de imediato.
Mas, Rosa perseverou e passou a ir sozinha às palestras. Cerca de três semanas depois, Ronaldo também decidiu ir ao Tratamento. Era 2 de novembro de 2014. No vídeo abaixo, assista a um depoimento recente do casal e saiba o que aconteceu na vida dele depois daquela data:

O Tratamento, por meio da fé, vem mostrando resultado na vida daqueles que acreditam e querem se libertar desse mal. Hoje, Ronaldo está há aproximadamente 4 anos liberto dos vícios e recuperou o convívio e o respeito familiar. Assista ao vídeo abaixo e conheça ainda mais a história dele:

Milhares de pessoas, no Brasil e no mundo, já buscaram ajuda no Tratamento para a Cura dos Vícios – sem internações, sem medicamentos e sem custos.
Se você não aceita mais o sofrimento de um familiar ou ainda deseja se libertar das drogas, as palestras acontecem todos os domingos, às 15h e 18h, na Avenida João Dias, 1.800, em Santo Amaro, zona sul de São Paulo.
Ou procure uma Universal mais próxima de você, clicando aqui, e se informe sobre outros locais. Para mais informações, você pode acessar agora mesmo o site www.viciotemcura.com e entrar em contato diretamente com a equipe do Tratamento pelo WhatsApp.


  • Michele Roza / Foto: Reprodução 


reportar erro