Rede aleluia
“De onde Deus me tirou, eu não volto mais”
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 29 de setembro de 2020 - 20:33


“De onde Deus me tirou, eu não volto mais”

Conheça a história de Denia de Oliveira e saiba como Deus transformou sua vida

“De onde Deus me tirou, eu não volto mais”

Aos 30 anos de idade, a maquiadora Denia de Oliveira chora de alegria ao se lembrar do dia em que recebeu o Espírito Santo. Depois de muito buscar, ela alcançou o que mais queria: a Presença de Deus.

Mas, antes de alcançar esta bênção, Denia passou por muitas situações ruins, dentre elas, um princípio de overdose, devido ao grande consumo de drogas.

Aos 12 anos, a jovem já frequentava a Universal. Segundo explica, além de ir à Igreja, ela também ajudava nas tarefas, as quais têm como principal objetivo ajudar as pessoas sofridas. Com o passar do tempo, Denia percebeu que tudo o que fazia era apenas para agradar as pessoas e não a Deus.

“Por dentro tinha um ponto de interrogação, me sentia insegura, tinha um desespero e nunca sabia como resolver as situações. Então, começaram os problemas dentro de casa, fui abusada pelo meu padrasto e o reflexo de tudo isso foi eu sair da Presença de Deus”, conta.

Nesse ínterim, Denia conheceu as drogas e passou a viver no meio do tráfico. “Cheguei a enfrentar a polícia e tomar um tiro de raspão”, relembra.

Mas, uma situação fez com que Denia reconhecesse que precisava de Deus e foi exatamente para Ele que ela pediu socorro. “De onde Deus me tirou, eu não volto mais”, garante.

Assista ao vídeo abaixo e saiba como está a vida de Denia hoje:


“De onde Deus me tirou, eu não volto mais”
  • Sabrina Marques / Foto: Reprodução 


reportar erro