Rede aleluia
Cristãos são perseguidos e processados por defender a sua fé
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 1 de Dezembro de 2021 - 17:12


Cristãos são perseguidos e processados por defender a sua fé

Os casos aconteceram nos Estados Unidos, Reino Unido e Finlândia

Cristãos são perseguidos e processados por defender a sua fé

Recentemente, nos Estados Unidos, um professor chamado Tanner Cross foi suspenso por dizer ao conselho escolar que não iria se dirigir às crianças por pronomes preferenciais por isso ir contra a sua fé cristã.

“Amo todos os meus alunos, mas nunca mentirei para eles, independentemente das consequências”, afirmou ele. “Sou professor, mas primeiro sirvo a Deus, e não vou afirmar que menino biológico pode ser menina, e vice-versa, porque é contra a minha religião. É mentir para uma criança. É abuso para uma criança. E está pecando contra o nosso Deus”, destacou.

Mesmo com a sua decisão, de acordo com a lei, ele foi forçado a violar suas crenças e ser obrigado a tratar os alunos “transgêneros e expansivos de gênero”, por meio de seus pronomes escolhidos, em vez do seu sexo biológico. E por conta da recusa foi suspenso da instituição de ensino.

Porém, depois de uma batalha judicial, o Conselho Escolar do Condado de Loudoun concordou com uma injunção permanente que o proíbe de retaliar o professor por causa da sua fé. A partir de então, a lei, citada acima, está sendo reavaliada e discutida.

Defender o que diz a Bíblia é motivo de processo

Um outro caso, desta vez no Reino Unido, levou o pastor Franklin Graham a sofrer judicialmente por defender publicamente suas crenças sobre o casamento tradicional, entre homem e mulher.  A decisão o impediu de pregar sobre o assunto durante um período, até que um juiz do país determinou que os cristãos que defendem a visão bíblica sobre a sexualidade, incluindo Franklin Graham, não são extremistas e devem ser tratados com justiça.

Ao redor do mundo questões de gênero seguem movendo processos e ações judiciais contra cristãos que se opõem a aceitar isso como algo normal. Na Finlândia, uma parlamentar enfrenta acusações criminais depois que a polícia começou a investigá-la sobre a publicação e distribuição de um folheto anti-LGBT.

A finlandesa Päivi Räsänen é autora do livreto de 24 páginas chamado “Masculino e feminino, ele os criou – as relações homossexuais desafiam o conceito cristão de humanidade”, que apenas explica a visão bíblica sobre o assunto. Além disso, por ser firme na sua fé e assumir isso de forma clara e pública, segue sendo acusada de discurso de ódio contra homossexuais, apenas por não apoiar esses atos. Se ela for condenada corre o risco de ser presa com até dois anos de detenção.

Permanecendo na fé

Todavia, esses tipos de casos não devem assustar os verdadeiros cristãos, pois o Senhor Jesus alertou em Sua Palavra que por amor do Seu Nome muitos sofreriam perseguições. Veja o diz a Bíblia:

“Mas alegrem-se à medida que participam dos sofrimentos de Cristo, para que também, quando a sua glória for revelada, exultem com grande alegria. Se vós sois insultados por causa do nome de Cristo, felizes são, pois o Espírito da glória, o Espírito de Deus, repousa sobre vós. Se algum de vós sofre, que não seja como assassino, ladrão, criminoso, ou como quem se intromete em negócios alheios. Contudo, se sofre como cristão, não se envergonhe, antes glorifique a Deus nesta parte.” I Pedro 4.13-16

Para entender mais sobre as perseguições inerentes aos fiéis ao Senhor Jesus, conheça sobre a vida do apóstolo Paulo, que é uma das grandes referências de fé. Ele foi usado por Deus para levar a Salvação e nunca desanimou em meio às dificuldades e perseguição. A sua trajetória deixou grandes ensinamentos aos cristãos e a história dele está sendo contada no filme “Paulo – O Apóstolo de Cristo”, disponível na plataforma de streaming Univer Vídeo.

Clique aqui, faça sua assinatura e assista agora mesmo! Além disso, você também terá acesso a conteúdos cristãos exclusivos para você e sua família.

 


Cristãos são perseguidos e processados por defender a sua fé
  • Redação / Foto: iStock 


reportar erro