Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 10 de fevereiro de 2019 - 00:05


Como uma igreja beneficia sua vizinhança?

Foi comentado em matéria recente veiculada pelo site da Fox News o quanto os arredores de uma igreja são beneficiados com sua presença. A reportagem cita que, segundo estudos realizados na década de 1990, templos em alguns bairros norte-americanos causavam impacto positivo na economia dos seus entornos – algo em torno de 150 mil dólares de rendimento a mais por ano, em média.

Os serviços e o comércio locais são beneficiados não só para os fiéis, mas também para os moradores da área, que têm à sua disposição atividades essenciais ao bom funcionamento de um bairro – para isso, um bom exemplo é a quantidade de bons restaurantes e lanchonetes, assim como lojas de vários ramos e até serviços do ramo da saúde que se instalaram nos arredores do Templo de Salomão, no bairro do Brás, em São Paulo, assim como é visível a melhoria na segurança local por conta do movimento gerado, na contramão da degradação que antes era comum nas proximidades. Visitantes de vários pontos do planeta hoje frequentam uma área que antes dificilmente atrairia sua atenção.

Outro templo da Universal que gerou melhorias no entorno foi a nova catedral de Aracaju, capital de Sergipe, na região Nordeste. Além de incrementar o comércio e combater a degradação comum às áreas centrais das cidades brasileiras – uma recorrência lamentável que vem aumentando nos anos mais recentes –, o sistema viário da região foi significativamente melhorado, com a adequação de um importante cruzamento, bem como de rotatórias, retornos e sinalização viária. As calçadas atualmente são adaptadas à acessibilidade. A iluminação da área também foi melhorada.

Curitiba também merece entrar nessa lista. O Templo Maior, a nova catedral da Universal na capital paranaense, inaugurada há um ano, devolveu a qualidade de vida ao antes degradado bairro Rebouças. Imóveis do entorno, antes desvalorizados, refúgio de viciados, foram adquiridos ou alugados para novos estabelecimentos de comércio e serviços. O sistema viário também foi readequado. Duas praças e um parque em estado lamentável foram recuperados e devolvidos à população, que hoje desfruta daqueles espaços antes tidos como perdidos. A segurança da área, que sofria com roubos e pequenos furtos frequentes, foi transformada, além de outras benfeitorias, segundo o comerciante local José Amaral, em entrevista publicada no blog do Bispo Edir Macedo: “Para mim, essa construção deu vida para o bairro e trouxe benefícios para todos”.

Outro estudo citado na mesma matéria da Fox News, realizado pela Universidade da Pensilvânia, revela que uma única igreja pode gerar outros benefícios sociais, como citado no exemplo do Templo de Salomão: redução considerável da criminalidade no entorno, diminuição do consumo de drogas, maior atuação de trabalhos voluntários sociais em prol da região, geração de mais empregos e renda nos serviços e comércios próximos. A matéria do site norte-americano é muito feliz em uma recomendação: que se o cidadão se importa com sua comunidade e quer ajudar a resolver seus problemas, deve dar apoio à instituições como a igreja local, que tem importante papel prático e permanente na melhoria da qualidade de vida de toda a vizinhança.

Por isso, entende-se melhor o motivo de a Universal privilegiar, muitas vezes, áreas consideradas econômica e socialmente degradadas para instalar seus templos de pequeno, médio e grande portes. Além do principal objetivo de melhorar a vida espiritual das pessoas da região – o que leva a uma melhoria da qualidade de vida em geral, pois o espírito saudável contribui para revolucionar positivamente todos os aspectos da existência do ser humano –, aos poucos as condições locais melhoram. Por isso é imprescindível a presença da Universal nos lugares em que mais se precisa de luz, entendimento e da descoberta de que tudo pode melhorar, apesar do que o mundo costumeiramente prega e mostra todos os dias nessas vizinhanças.

Vem aí os novos templos de Palmas, Tocantins e Brasília, Distrito Federal.

Aguardem!


  • Redação / Foto: Cedida 


reportar erro