Rede aleluia
Como superar as traições?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 20 de Dezembro de 2020 - 00:05


Como superar as traições?

Janielly de Barros e Guilherme de Melo venceram traumas de relacionamentos passados e hoje são felizes juntos

Como superar as traições?

Maria Janielly Silva de Barros, de 23 anos, e Guilherme Pereira de Melo, de 24 anos, carregaram por um bom tempo as bagagens de traições em relacionamentos anteriores. “Depois que fui traído por quem amava, nunca mais acreditei no amor e na possibilidade de ser feliz amorosamente”, afirma Guilherme.

Janielly conta que passou por muitas decepções, principalmente por ter sido traída em seu primeiro relacionamento. “Era meu primeiro namorado, mas um relacionamento cheio de brigas e traições. Depois disso, achei que não tinha mais jeito. Como eu já tinha sido abandonada por minha mãe quando era criança e depois meu pai me expulsou de casa, resolvi que não queria saber de ninguém”, lembra.

Os dois se conheceram nas palestras da Terapia do Amor, onde buscaram ajuda para superar os seus traumas na vida amorosa. Guilherme chegou às reuniões para a cura sentimental por meio de um convite. “Com os conselhos (da Terapia) aprendi a priorizar Deus em primeiro lugar e a me amar primeiro. Não tinha como ser feliz antes de estar bem.”

Janielly também decidiu cuidar do seu interior. “A Terapia do Amor foi fundamental. Eu conhecia a Igreja, já tinha ido algumas vezes, mas não tinha interesse. Resisti bastante, até que fui (à Terapia) e, aos poucos, a mudança foi acontecendo.”

Durante as reuniões, os dois passaram a se observar. Ao constatarem que estavam curados do passado, eles decidiram assumir um relacionamento sério. Depois de um ano, em março de 2016, eles se casaram no Altar da Universal, lugar com grande significado para o casal. “Casamos no Altar de Deus por ter sido o lugar em que minha vida foi transformada e na certeza de que traria grandes bênçãos para o nosso relacionamento”, salienta Janielly.

Após quatro anos casados, eles continuam colhendo os frutos dessa bênção. “Nosso relacionamento é incrível, de parceria, união, e sempre com aquele amor de namorados. Passamos por lutas, mas sempre unidos em um só propósito”, diz ela.

Para Guilherme, a escolha de ter a bênção de Deus é o que os faz felizes até hoje. “Até diante dos problemas e diferenças que sempre existem, nós sempre superamos pedindo a direção de Deus. Nosso casamento é uma bênção. É como se estivéssemos vivendo uma lua de mel a cada dia”, completa.


Como superar as traições?
  • Camila Teodoro / Foto: Getty Images e cedida 


reportar erro