Rede aleluia
Como sair da depressão profunda
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 12 de janeiro de 2021 - 19:26


Como sair da depressão profunda

Conheça a história da empresária Tatiane, e saiba como ela mudou de vida

Como sair da depressão profunda

De acordo com OMS (Organização Mundial da Saúde), 40% da população sofre com algum distúrbio do sono.

Segundo a medicina, a paralisia do sono ocorre quando o cérebro acorda, mas o corpo continua paralisado. A duração pode ser de alguns segundos ou minutos, causa a sensação de medo, pânico e/ou estresse.

Foi o que aconteceu com a empresária Tatiane, de 41 anos. Ela relata que sofria com muitos pesadelos e certa noite se sentiu sufocada, como se algo a estivesse sufocando.

“Entrei em depressão profunda. Um dia tive um pesadelo e senti como se estivesse no inferno, uma angústia muito grande, consegui acordar e fui pedir ajuda para a minha mãe, que já frequentava a igreja”, disse.

Antes de chegar a este ponto, Tatiane sofreu muito com a separação dos pais. Ela conta que, aos nove anos, começou a beber e aos 12 já estava viciada em drogas. Nada na vida da jovem dava certo e por isso chegou a tentar o suicídio.

“Tomei 51 comprimidos diferentes e um vidro de remédio para pneumonia, mas não aconteceu nada, então, me afundei”, comentou.

Cansada de tanto sofrer, Tatiane resolveu aceitar o convite da mãe para ir até uma Universal e, desde o dia que conheceu a fé, nunca mais deixou de praticá-la.

Conheça a história completa no vídeo abaixo:

Encontro de fé

Se você não sabe como encontrar uma saída para seus problemas, participe de um encontro de fé e fique livre de tudo o que impede a sua paz. No Templo de Salomão, em São Paulo, na Avenida Celso Garcia, 605, Brás. Em outras localidades, encontre o endereço mais perto de sua casa clicando aqui.


Como sair da depressão profunda
  • Sabrina Marques / Foto: Reprodução 


reportar erro