Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 6 de maio de 2018 - 03:05


Como ler a Bíblia corretamente?

Aprenda a compreender, de forma adequada, o que Deus revela para a sua vida

Ler a Bíblia não é como ler um livro qualquer. Apesar de ter sido escrita há milênios, ela contém o alimento espiritual deixado por Deus para ser consumido pela humanidade.

O problema é que muitas pessoas leem capítulos e versículos sagrados sem atentar ou assimilar o que cada palavra representa. Dessa forma, não conseguem captar o que realmente é orientado por Deus.

Recentemente, durante a reunião da Escola da Fé, que acontece às quartas-feiras, no Templo de Salomão, em São Paulo, o Bispo Renato Cardoso ensinou como deve ser feita a leitura bíblica para que haja um entendimento correto dela. “Embora a Bíblia seja um livro cheio de aventuras, poesias e provérbios, não devemos lê-la como se fosse um livro comum. É importante meditar em cada versículo, em cada palavra, como quem mastiga literalmente um alimento saboroso”, comparou.

O primeiro passo consiste na preparação para a leitura. É importante procurar um lugar tranquilo, para que o leitor fique concentrado durante todo o tempo. Em um ambiente calmo, que não prejudique a compreensão do texto, é mais fácil consumir esse alimento importante com bastante atenção. Afinal, o que será absorvido servirá para toda a sua vida.

Em seguida, é preciso orar antes de começar a ler. Reserve um momento antes para conversar com Deus, pedindo-Lhe para que fale com você por meio daquela leitura. Ao pedir ao Autor das Escrituras a sua orientação desde o início, certamente Ele atenderá e irá fazer você compreender tudo o que está escrito.

Meditação

Agora chegou a hora de saborear cuidadosamente o alimento espiritual da Palavra de Deus. A leitura deve ser pausada e respeitosa, pois a pressa pode gerar conclusões equivocadas, principalmente se a passagem já foi vista outras vezes. “Por isso, a Bíblia nos orienta não a lê-la, mas a meditar nela. A meditação é um processo pausado e focado”, destacou o Bispo.

Durante esse ato concentrado, você perceberá que uma palavra ou um termo vai atrair sua atenção. Nesse momento, pare e medite quanto à relação daquela passagem com a sua vida. Por meio dela, Deus estará lhe dando alguma resposta que tem buscado ou a direção que tem pedido.

Para conseguir extrair essas palavras-chaves, o Bispo Renato enfatizou que é preciso estar atento a cada elemento da frase, como o verbo, por exemplo. “Cada verbo exprime uma ação. Quando examinamos o sentido de um verbo, a compreensão do texto se torna muito mais fácil.”

A Bíblia não contém somente a Palavra de Deus, mas também as palavras do homem e a do diabo. Então, é necessário reconhecer o sujeito da frase. “Ela contém essas três vozes e, se você não souber identificar quem está falando, pode se confundir com o que está escrito ou presumir que é Deus que está falando uma coisa quando não é”, advertiu o Bispo.

Ele ainda recomendou: “procure identificar a pessoa que está falando: se é o Senhor, o escritor do livro ou se é a fala de outra pessoa que está sendo citada. Identifique também a quem a mensagem é dirigida: se a Israel, à Igreja, a alguém em particular ou a todas as pessoas”.

Verificar a pontuação do texto também é importante. “É preciso respeitar a pontuação, que é uma pausa para separar os pensamentos e dar-lhes sentido”, instruiu. Depois de analisar esses termos da frase, é fundamental entender o tempo em que os fatos aconteceram. Além disso, é oportuno verificar todo o contexto da história para não se confundir e ter uma compreensão precipitada ou até contrária à Palavra. “Quem lê versículos isolados para respaldar seus pensamentos, seus argumentos, age muito errado. Muitas das recomendações relativas a comidas, vestimentas e higiene, por exemplo, têm a ver com a vida naquela época e nem sempre servem para nós hoje. Isso se aplica também a alguns conceitos éticos, políticos e sociais”, ponderou.

Outra dica importante é sempre consultar um dicionário para saber o significado das palavras que não são tão comuns para você. Se ainda assim algo não ficar tão claro, seja paciente e continue lendo com calma, pois o grau de entendimento vai aumentando conforme a leitura correta se torna um hábito.

Apoio à compreensão


Conheça a Bíblia Sagrada com Anotações de Fé do Bispo Macedo. Ela contém letras grandes na versão Almeida Corrigida Fiel (ACF) e considerações em todas as páginas para facilitar o profundo entendimento de cada tema dos livros bíblicos. A publicação pode ser encontrada nos Templos da Universal ou na loja virtual Arcacenter.

Por meio desse site, é possível, também, buscar materiais bibliográficos que trazem explicações quanto a diversos assuntos do universo cristão. Confira!


  • Por Janaina Medeiros/ Foto: Fotolia e Demetrio Kock 


reportar erro