Rede aleluia
Casamento no espaço?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 26 de Julho de 2021 - 00:00


Casamento no espaço?

Em 2024, casais poderão oficializar a união em um "passeio espacial". Entenda mais esta "invenção" e como muitos têm valorizado mais o glamour do que a bênção matrimonial de Deus

Casamento no espaço?

Para muitos, o casamento é um momento de festa, luxo e coisas inusitadas. Para o dia do “sim” vale tudo. Vale chegar de helicóptero à cerimônia, casar debaixo do Cristo Redentor, como fez o DJ Alok; usar vestidos caríssimos, ou ainda servir brigadeiros folheados a ouro, como aconteceu no casamento do cantor Mc Guimê; casamentos no heliponto do hotel Burj Al Arab, nos Emirados Árabes. Enfim, a lista de coisas inusitadas para a cerimônia é enorme.

Mas, quando a gente acha que já viu todas as possibilidades – e que não há mais o que ser inventado na indústria do casamento -, uma empresa americana surge com a possibilidade de se casar no espaço. Não, você não leu errado!

A Space Perspective, uma empresa de turismo espacial, sediada na Flórida, nos Estados Unidos, desenvolveu uma cápsula com capacidade para oito pessoas que pode chegar a 30 mil metros de altitude, com a finalidade de realizar passeios espaciais, nos quais casais poderão fazer sua cerimônia de casamento.

De acordo com a empresa, em 2024, os casais que têm interesse em se casar no espaço já poderão fazê-lo, no entanto, precisam – desde já – garantir os seus ingressos, e já começaram a ser vendidos. E, como quase tudo na indústria do casamento, para se casar no espaço é preciso desembolsar um valor “bem salgado”, ou seja, 650 mil reais!

Mesmo sendo algo bem caro, [pasmem], os ingressos estão se esgotando rapidamente. Tanto que agora, a disponibilidade de voos é somente para 2025.

A cápsula é impulsionada por balões espaciais gigantes, que começam a se esvaziar quando atingir o tempo determinado para retornar. Ao pousar no mar, haverá um barco especial que levará os passageiros de volta à costa.

Apelos da indústria de casamentos

Apesar de não ser errado celebrar o casamento da maneira como quiser ou bem entender, é preciso estar atento à tanta “criatividade” desta indústria. Infelizmente, diante de tantas possibilidades, luxos e diversão, muitos casais deixam de celebrar a união por não terem condições financeiras para custear uma festa, como se ela fosse o mais importante em um casamento!

É triste ver que as pessoas estão dando mais importância e estão mais preocupadas em fazer uma cerimônia de casamento dentro dos padrões culturais – com direito a oferecer uma grande festa para os convidados, com um buffet requintado, um vestido de noiva deslumbrante e com uma decoração impecável –  do que ao que, realmente, importa e vai fazer a diferença na felicidade dos noivos, a saber: a bênção de Deus no Altar.

Para Renato Cardoso, autor do livro “Casamento Blindado – Seu casamento à prova de divórcio”, a bênção de Deus no Altar deve ser a verdadeira razão da realização do sonho do dia do casamento. Pois, “a Bíblia diz que Deus é testemunha do homem e da mulher quando eles trocam votos de aliança de casamento”, explica.

Conveniência não quer dizer compromisso

“Muitas pessoas não entendem por que há tantos problemas na relação. Vão morar juntos por conveniência, por ser mais prático, mais econômico. Mas não há aquele compromisso do Altar, diante de Deus de ser fiel a outra pessoa, de fazê-la feliz na dor, na doença, na riqueza ou na pobreza. Essa seriedade do casamento foi tirada, como se não valesse tanto assim…”, lamenta Cristiane Cardoso, também autora do livro.

Então, para que a união seja feliz e duradoura é imprescindível que o compromisso legal seja acompanhado do compromisso espiritual. “ Bênção do Altar que muitas pessoas consideram bobagem faz uma diferença enorme no casamento” garante a escritora.

“Quando o casal se preocupa em levar o casamento até o Altar para receber a bênção de Deus e fazer dEle a testemunha daquela aliança, no dia da angústia, da aflição, este casal pode reivindicar a ajuda dessa Testemunha”, destaca Renato.

Entenda que demonizar as festas de casamento não é o caminho, mas que os noivos tenham consciência de que um casamento não deve ser adiado, porque não possuem condições financeiras para arcar com uma festa. Além disso, o casamento não deve estar condicionado a uma festa gigantesca, seja em solo ou em órbita.

O principal – e mais importante- que é a bênção de Deus, não exige dinheiro. Ela é gratuita e está disponível aos que desejam ter uma relação duradoura sob a vontade do Altíssimo.

Como se casar na Universal

Portanto, se você valoriza e tem consciência da importância da bênção do Altar de Deus no seu matrimônio e deseja recebê-la, na Universal, pode ser feito de duas formas:

Tradicional – É necessário que um dos noivos seja membro da Universal. A Igreja é reservada para uma cerimônia exclusiva aos noivos, que acontece aos sábados às 17h ou às 18h.

Celebração de Casamentos – A cerimônia ocorre uma vez ao ano na reunião da Terapia do Amor. Onde vários casais têm a oportunidade de receber a bênção do Altar, mesmo que não sejam membros da Universal.

Para obter mais informações sobre todos os procedimentos necessários para se casar na Universal, acesse o site https://casamento.universal.org.br/

(*) Com informações do R7


Casamento no espaço?
  • Jeane Vidal (*) / Fotos: Reprodução, Istock e Guilherme Branco 


reportar erro