Rede aleluia
Autoridades do meio jurídico brasileiro participaram de  tour no Templo  de Salomão
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 22 de novembro de 2020 - 00:05


Autoridades do meio jurídico brasileiro participaram de tour no Templo de Salomão

Entre os mais de 100 convidados que fizeram uma imersão na história do povo de Israel estavam desembargadores, juízes, advogados e delegados

Autoridades do meio jurídico brasileiro participaram de  tour no Templo  de Salomão

Mais de 100 autoridades do direito brasileiro, entre elas desembargadores, juízes, advogados e delegados, participaram, no dia 7 de novembro, do tour pelo Jardim Bíblico do Templo de Salomão, em São Paulo.

Conduzidos pelo responsável pelas relações institucionais da Universal, Bispo Eduardo Bravo (foto abaixo), as autoridades conheceram a história do povo de Israel desde o período em que ficou escravo no Egito até sua libertação e peregrinação por 40 anos no deserto rumo à Terra Prometida.

autoridades do meio jurídico brasileiro participaram de tour no Templo de Salomão

Durante o passeio, o Bispo ressaltou que “justiça e juízo são a base do trono de Deus”, como descrito em Salmos 89.14. “Deus é justo, e Seu reino é formado por justiça e disciplina. Ele zela pela Sua Palavra que contém os direitos e deveres dos cidadãos do Reino de Deus”, explicou.

Ele também destacou que os filhos de Israel só se transformaram em uma nação ao receberem as leis no Monte Sinai e que uma de suas 12 tribos, a de Dã, deu origem aos primeiros juízes. “Eles tinham o dever de ensinar as leis, zelar para que elas fossem cumpridas e julgar o povo segundo elas.”

Por essa razão, para ele, receber as autoridades judiciais no Jardim Bíblico foi simbólico. Da mesma forma que no passado, o Bispo esclareceu que “Deus quer ter uma Aliança pessoal com cada um e fazer deles instrumentos da Sua justiça neste País”.

Fé renovada
O Bispo Jerônimo Alves, da Universal, contou que o intuito ao convidar as pessoas que estão envolvidas com a jurisprudência para fazer essa imersão histórica foi transmitir uma mensagem de Fé.

Esse objetivo foi alcançado, testemunhou a desembargadora e juíza substituta em 2° grau do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo Ivana David ao final do passeio. Ela trabalha há 28 anos com direito penal e revelou que os detalhes do Tabernáculo e da Arca da Aliança, onde biblicamente foram guardadas as Tábuas da Lei, chamaram sua atenção: “o tour foi uma lição de vida, uma volta à história e reacende em nós vários conceitos e valores que, por causa da rotina, acabam sendo esquecidos. Eu saio com o coração aquecido, com valores e com a Fé renovada”, declarou.

A mesma ideia foi compartilhada pelo advogado Mateus Braga (foto abaixo). Ele atua na área de direito eleitoral e disse que, apesar da grande demanda de trabalho neste período de eleições municipais, não hesitou em aceitar o convite para participar do tour e viajou de Belo Horizonte, capital mineira, para São Paulo.

autoridades do meio jurídico brasileiro participaram de tour no Templo de Salomão

Braga contou que conhecer o embasamento bíblico quanto às leis despertou sua atenção e foi uma experiência enriquecedora: “são muitos detalhes que acrescentam muito ao nosso conhecimento. A visão que nos foi passada agrega muito tanto pessoal como profissionalmente. A todo momento, a palavra de justiça com embasamento bíblico traz uma lição para a vida”.

Casa de todos os povos
O advogado Samuel Gomes de Lima também salientou que o viés espiritual que o tour apresenta o torna ainda mais interessante. Ele, que é presidente da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), destacou que, em tempos de tanta intolerância religiosa, a iniciativa da Universal é primorosa: “é importante que haja esta visão integrativa, ou seja, de que todas as pessoas de todas as denominações e credos podem ter acesso ao local. Isso é muito positivo porque vivemos um tempo muito voltado para a divisão. Em pleno século 21, por incrível que pareça, a intolerância religiosa no mundo, em vez de diminuir, tem crescido. Por isso, a postura da Universal é tão positiva e salutar e precisa ser mais explorada para que a população tome conhecimento dessa abertura que há aqui no Templo de Salomão”, avaliou.


Autoridades do meio jurídico brasileiro participaram de  tour no Templo  de Salomão
  • Núbia Onara / Fotos: Guilherme Branco 


reportar erro