Rede aleluia
Alzheimer: doença que afeta a mente e o corpo
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
GaranhunsRecife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
Baln. CamboriúBlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 18 de Setembro de 2022 - 00:05


Alzheimer: doença que afeta a mente e o corpo

Conheça os detalhes da enfermidade e veja as sugestões dos especialistas para se prevenir

Alzheimer: doença que afeta a mente e o corpo

Apesar de todos os avanços alcançados pela Ciência, há algumas enfermidades que desafiam os médicos e uma delas é o Alzheimer. A doença é o tipo mais comum de demência, termo que caracteriza um grupo de problemas que afetam a mente, como dificuldade para reter informações, raciocinar e até mesmo falar.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), no mundo inteiro, pelo menos 55 milhões de pessoas têm alguma forma de demência, sendo que o Alzheimer é a mais comum. Estima-se que a cada ano 10 milhões de pessoas sejam diagnosticadas com a enfermidade. No Brasil, existem hoje 1,2 milhão de pessoas com a doença, sendo que, a cada ano, cem mil novos casos são diagnosticados.

Além de não saberem ao certo as causas do problema e como impedir sua progressão, os especialistas ainda encontram dificuldade de diagnosticá-lo logo no início, já que os primeiros sinais são leves e podem passar despercebidos por parte do indivíduo e de seus familiares. Apesar de ser mais comum em pessoas com mais de 60 anos, a condição pode afetar pessoas mais jovens, neste caso ela passa a ser chamada de Alzheimer precoce, quadro considerado raro e relacionado a causas genéticas.

Prescrição: manter a mente ativa
“Apesar de não garantir o combate ao Alzheimer, ações como atividade física com intensidade e intelectual, como leitura desde a juventude, aumentam as chances de a doença não aparecer e, caso surja, será em uma fase bem tardia da vida”, comenta o neurocientista Igor Duarte.

Um estudo científico publicado na revista The Lancet fez uma revisão de outras pesquisas e chegou à conclusão de que a maioria das ações que apresentam resultado no combate à doença está relacionada a mudanças no estilo de vida, principalmente as vinculadas à redução de doenças cardiovasculares, como colesterol e pressão alta. O artigo ainda sugere outras práticas, como manter os estudos e o aprendizado a partir da infância e ao longo da vida e controlar as emoções, para evitar a depressão e o estresse.

Uma novidade recente sobre a doença é que em outubro de 2021 uma indústria farmacêutica sueca anunciou o início de testes em humanos de uma vacina contra o Alzheimer. O imunizante seria capaz de impedir o acúmulo da proteína amiloide no cérebro. “A princípio, é possível que em cinco anos tenhamos uma conclusão sobre o fármaco”, diz Duarte.

Ações Sociais
Enquanto a imunização ainda não é uma realidade, é preciso investir em iniciativas para retardar não apenas o Alzheimer como outras doenças que costumam afetar os idosos com mais severidade. Nesse cenário, o Grupo Calebe, mantido pela Universal, tem investido em proporcionar momentos de lazer, atividades e aprendizado para aqueles que têm mais de 60 anos. Aulas de artesanato, ginástica e leitura têm feito a diferença na vida daqueles que fazem parte do grupo. Para outras informações, busque pelo responsável pelo Grupo Calebe na Universal mais próxima de você.


Alzheimer: doença que afeta a mente e o corpo
  • Cinthia Cardoso / Arte: Edi Edson  


reportar erro