Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 6 de outubro de 2019 - 00:05


A ordem natural para se tornar uma mulher sábia

Muitas mulheres já ouviram que são capazes de edificar a própria casa se alcançarem a sabedoria, mas esquecem que ela depende da intimidade com Deus

Na Bíblia está escrito que “toda mulher sábia edifica a sua casa, mas a tola a derruba com as próprias mãos.” (Provérbios 14.1). Isso significa que sua casa é fundamentada na Palavra de Deus, ou seja, ela é consequência de sua conduta espiritual: se ela é capaz de se edificar interiormente, os que estão perto de dela também são edificados.

A maneira equilibrada como essa mulher se porta convence a todos. A forma como expõe uma opinião, reage aos problemas e reconhece os próprios erros a faz ser admirada. Sua confiança em Deus também desperta a curiosidade e a fé de pessoas que não O conhecem.

Nenhuma mulher nasce sábia, mas todas podem aprender a ser, como está escrito em Tiago 1.5: “E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada.”

QUEM QUER SER SÁBIA?
A mulher que escolhe ser sábia reconhece a sabedoria que vem de Deus de longe, pois sabe que ela é a própria voz dEle querendo lhe ensinar constantemente, como está descrito em Provérbios 1.20-22: “Escutem! A sabedoria está gritando nas ruas e nas praças. Nos portões das cidades e em todos os lugares onde o povo se reúne, ela está gritando alto, assim: – Gente louca! Até quando vocês continuarão nesta loucura? Até quando terão prazer em zombar da sabedoria? Será que nunca aprenderão?”

A DIFERENÇA
Rose Carvalho, (foto abaixo) de 30 anos, entende que a sabedoria é adquirida a partir da intimidade com Deus. Pensando nisso, ela sempre investiu na sua vida espiritual, mesmo quando ainda era solteira. “Eu pedia a Deus a sabedoria para saber falar e agir. No começo, era difícil, mas Ele foi me ensinando.”

Ela conta como isso lhe ajudou a superar muitos problemas: “me casei e, dois anos depois, minha mãe descobriu um câncer. Todos os dias eu recebia mensagens dizendo que poderia perdê-la a qualquer momento. Dependi da sabedoria para não trazer os problemas para o meu casamento.”

Ela diz que também aperfeiçoou a sabedoria na relação com seu marido. “Houve momentos que cobrei muito para que ele mudasse, mas, durante uma oração que fiz a Deus, Ele me mostrou o que eu precisava mudar.”

Para ela, a sabedoria é facilmente reconhecida. “A mulher sábia não age por impulso e não vive pelo sentimento. Ela não toma decisões precipitadas porque busca em Deus a direção certa”, conclui.


  • Flavia Francellino / Fotos: Getty Images e Arquivo pessoal 


reportar erro