Rede aleluia
A importância da disciplina e da obediência para fortalecer a fé
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 15 de outubro de 2020 - 17:07


A importância da disciplina e da obediência para fortalecer a fé

“Cadete: Ides comandar, aprendei a obedecer”. Os ensinamentos e valores da AMAN (Academia Militar das Agulhas Negras)

A importância da disciplina e da obediência para fortalecer a fé

Em ocasião de uma reunião especial com oficiais das forças armadas e policiais do Brasil, realizada no Templo de Salomão, o Bispo Renato Cardoso ressaltou a importância de obedecer a Deus e colocá-Lo à frente das decisões.

“Fé é obedecer à Palavra de Deus. Se você não faz o que a Palavra manda, você não crê (…) Então, as pessoas não têm a vida que tanto querem, não porque Deus não quer abençoá-las ou porque são pecadoras, mas porque Ele está preso à sua decisão de obedecê-Lo. Aliás, policiais e integrantes das Forças Armadas, mais do que qualquer um, sabem a importância da obediência”, disse o Bispo Renato, à época.

Ao que reitera o Pastor Roni Negreiros (foto ao lado), Major Capelão da Polícia Militar do estado do Maranhão, responsável pelo grupo Universal nas Forças Policiais (UFP) que atende membros das forças de segurança do País, ao traçar um paralelo com os princípios das instituições.

“Se fizermos aqui um paralelo, principalmente, entre as instituições de segurança, militares e de um modo geral, os gestores e comandantes têm como princípio a disciplina e a hierarquia. Essas instituições são fortes porque obedecem ao regramento jurídico que as norteiam. A disciplina fortalece. E isso tem fundamento bíblico. O próprio Deus diz ao Seu povo que obedecer deve ser seguido de modo tão fiel, que é melhor do que apresentar sacrifícios. É impossível receber as bênçãos de Deus sem obediência”.

Ferramenta para a disciplina

As Forças Armadas de um país constituem o conjunto das suas organizações de combate e de defesa, com base na hierarquia e na disciplina. Valores fundamentais ao exercício da carreira militar. Na ocasião da formatura dos cadetes, para se tornarem oficiais do Exército, eles precisam alcançar boas notas nas matérias aplicadas. Bem como, a aprovação de seus superiores.

Da turma de 1988 da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), o Coronel do Exército Álvaro Lopes de Santos, de 53 anos, lembra-se com clareza os dizeres “Cadete: Ides comandar, aprendei a obedecer”, selados no pátio de formatura. Ele fala sobre os valores adquiridos durante os quatro anos na escola de ensino superior do Exército Brasileiro, em Resende, no Rio de Janeiro.

“O primeiro ano da Academia é marcado por uma rigorosa disciplina de enquadramento. Por exemplo, aos horários para estudar, para arrumar o alojamento, para cuidar da apresentação individual. E, durante os quatro anos, também somos instados a cumprir deveres como a probidade, a lealdade e o respeito à hierarquia. Valores que remetem ainda ao cumprimento das ordens dos superiores. Na Academia, os instrutores nos acompanham diuturnamente. Isso faz com que tenhamos referências”, relata.

Disciplina espiritual

O Coronel Álvaro, que entrou para a reserva em fevereiro último, conta que a trajetória da sua carreira militar é traçada paralelamente à sua vida em comunhão com Deus. Desde que, em meados de 1984, ainda quando estava se preparando para a Academia (ele ingressou na AMAN em 1985), conheceu a Universal e passou a frequentar a Igreja já almejando fazer a Obra.

“Ao longo da carreira militar, viajei pelo Brasil. E, em 1993, quando servi em Vila Velha, estado do Espírito Santo (região Sudeste), finalmente, fui levantado a obreiro. Hoje, sou voluntário do grupo Universal nas Forças Policiais (UFP) em São Paulo. Durante esses 35 anos, eu vi que, assim como no Exército, temos algo chamado disciplina intelectual (em relação à obediência e aos valores), por sua vez, na Obra de Deus, temos a disciplina espiritual. É por meio da obediência a Deus e também de um aprimoramento — adquirido com o estudo da Palavra, literatura recomendada, reuniões, vigílias e capacitações — que fortalecemos o nosso espírito.”

Obediência incondicional  

A força de uma pessoa é vista no empenho que ela tem para obedecer à Palavra de Deus. Enquanto ela tiver forças para andar em obediência à vontade dEle, não haverá barreira invencível. Quando Deus coloca a ordem e a disciplina na vida de alguém, não é para aprisionar. Mas, sim, para deixar a pessoa livre e protegida de todo o mal e privação.

“Se diligentemente obedecerdes a Meus mandamentos que hoje vos ordeno, de amar ao Senhor vosso Deus, e de O servir de todo o vosso coração e de toda a vossa alma, então darei a chuva da vossa terra a seu tempo, a temporã e a serôdia, para que recolhais o vosso grão, e o vosso mosto e o vosso azeite. E darei erva no teu campo aos teus animais, e comerás, e fartar-te-ás.” Deuteronômio 11.13-15

De acordo com o que explica o Bispo Edir Macedo, no livro “O Pão Nosso para 365 dias”, “a promessa Divina de que supriria as necessidades do Seu povo fartamente e abundantemente estava condicionada exclusivamente à obediência. Se houver obediência, há resposta da parte de Deus. Esse foi o critério usado pelo Senhor para salvar os hebreus do anjo da morte no Egito, a obediência incondicional.”

“A disciplina de uma pessoa em obedecer a Deus, fortalece a sua fé, a sua vida, o seu relacionamento com Deus. E, consequentemente, as bênçãos dEle se tornam palpáveis. A primeira coisa que a pessoa precisa fazer é conhecer a Palavra, a voz de Deus. Quando se coloca em prática esse regramento da Palavra, beneficia a pessoa em todos os aspectos da vida”, conclui o Pastor Roni.

Conheça o trabalho da Universal

A Universal, há 43 anos, realiza um trabalho de evangelização, em todo o Brasil e diversos países do mundo, atendendo milhões de pessoas por ano, também por meio dos programas sociais da Igreja e seu corpo de obreiros e voluntários.

A saber, o trabalho do grupo Universal nas Forças Policiais (UFP), por exemplo, tem a missão de atender membros das forças de segurança do País. Principalmente, em três vieses: espiritual, social e de valorização humana. Por meio de reuniões ou atendimentos pastorais. Além disso, realiza palestras com especialistas como psicólogos e juristas.

Ademais, para acompanhar o trabalho do grupo Universal nas Forças Policiais, clique aqui e curta a página oficial na rede social Facebook.


A importância da disciplina e da obediência para fortalecer a fé
  • Redação / Fotos: Getty Images e Reprodução 


reportar erro