Rede aleluia
“A depressão me fez uma pessoa infeliz”
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 3 de Junho de 2021 - 20:44


“A depressão me fez uma pessoa infeliz”

Elizabeth conseguiu se libertar deste mal após conhecer a fé. Saiba mais

“A depressão me fez uma pessoa infeliz”

A depressão fez parte da vida de Elizabeth Fortaleza por muito tempo, mas hoje ela garante que é uma pessoa completa e feliz.

“Ainda na infância desenvolvi uma profunda depressão, isso se deu aos atos de violência que sofria por parte do meu pai. Cheguei a ter desejo de cometer suicídio, era atormentada por fortes pensamentos para desistir de tudo, ouvia vozes que diziam que não havia solução para a minha dor”, comenta.

E acrescenta: “Tudo que vivi em casa, acabei levando para o meu casamento. As mudanças tão sonhadas nunca chegaram e eu só via sofrimento e vontade de morrer. Também desenvolvi um ciúme incontrolável, achava que as pessoas eram minhas propriedades; eu não conseguia me controlar quando as via conversando ou, ao menos, sorrindo com outras pessoas. Isso não ficou apenas no meu casamento, mas se estendeu aos meus relacionamentos com colegas”, disse.

Carregada de sofrimento, Elizabeth assistiu uma programação da Universal e resolveu ir até a igreja, a fim de participar de uma reunião.

“Ali, descobri que a depressão era provocada por uma força negativa e fui orientada a buscar a minha libertação. Fiz tudo que me foi orientado, e graças a Deus, hoje estou livre, curada e feliz”, finaliza.

Assista ao vídeo abaixo e saiba mais sobre a história de Elizabeth:

Sessão do descarrego

Se você também está sofrendo com a depressão, participe nesta sexta-feira da “Sessão do Descarrego”, no Templo de Salomão, localizado na Avenida Celso Garcia, 605, bairro do Brás, em uma das reuniões, a saber: às 7h, 10h, 12h, 15h ou às 20h.

Ou procure uma Universal mais próxima de sua casa. Clique aqui e veja o endereço.


“A depressão me fez uma pessoa infeliz”
  • Sabrina Marques / Foto: Reprodução 


reportar erro