Furacão Irma: Pastores da Universal no Caribe dão primeiras notícias

Por Cinthia Meibach / Fotos: NOAA National Weather Service National Hurricane Center/ Cedidas

A passagem do furacão Irma por dez países caribenhos e pelos Estados Unidos deixou mais de 40 mortos. Segundo a Nasa, ele é o maior da última década. Relatos que chegam à mídia de pessoas que sobreviveram ao furacão garantem que os números de mortos são maiores, mas ainda não foram divulgados.

Em Porto Rico, o furacão passou com uma força devastadora, com ventos regulares de 295 quilômetros por hora, afetando a rede elétrica de 75% do território. Na ilha de Barbuda, 9 em cada 10 moradias estão danificadas, segundo as autoridades. Relato da agência Reuters diz que a visão de Barbuda em um sobrevoo é o de uma terra arrasada. Irma seguiu devastando as ilhas de St. Martin e St. Barts, onde seus habitantes ficaram sem água potável, sem eletricidade e com 70% das casas destruídas. Santo Domingo e Haiti também foram afetados.

No sábado (9), com ventos superiores a 250 km/h, o furacão Irma arrasou a costa norte de Cuba . A destruição foi semelhante a que foi vista em outras ilhas do Caribe ao longo da última semana. Irma também atingiu violentamente o centro da ilha, principalmente as províncias de Camagüey e Ciego de Ávila, com rajadas de vento de até 260 km/h, como informou a imprensa estatal.

No domingo (10), Irma atingiu a Flórida com ventos de 210 km/h e deixou mais de 1 milhão de pessoas sem energia elétrica ao avançar na direção da Costa do Golfo. Os ventos derrubaram guindastes, árvores e placas e abalaram prédios na cidade de Miami, que fica aproximadamente 160 quilômetros do núcleo do Irma. Na região central, as ruas estavam inundadas.

Recente boletim meteorológico do governo americano explica que Irma foi "rebaixado" para a categoria 1, mas que ainda assim tem ventos de 120 km por hora. Mais de 3,4 milhões de domicílios na Flórida estão sem luz e gás e Miami teve inundações.

Primeiras notícias da Universal

Apesar do grande estrago causado por onde passava, os pastores, esposas e membros da Universal estão todos bem, como explica o responsável pelo trabalho evangelístico na região caribenha, pastor Edson Coutinho (foto com a esposa): “Desde sexta-feira, as autoridades estão alertando à população acerca do furacão. Com isso, a maioria conseguiu se preparar para ele, estocando comida, água e se protegendo em suas casas. Conversei com os nossos pastores antes e durante o furacão e estão todos bem”, afirma. O pastor também diz que os membros entraram em contato com as igrejas locais avisando que estavam em segurança.

Em Antígua, a Igreja já está funcionando normalmente e se preparando para arrecadar donativos para ajudar os que foram afetados pelo furacão. "Em contato com o Primeiro-ministro, Gaston Browne, nos colocamos à disposição para ajudar à população e, em breve, faremos a distribuição do que iremos arrecadar", explica.

De acordo com o pastor, o estrago de Irma só não foi maior porque quando tomaram conhecimento da passagem dele na região, todos os pastores, esposas e membros entraram em oração pedindo a Deus proteção. “Meteorologistas estavam prevendo algo pior do que estamos vendo e não aconteceu por causa das orações, eu creio”, conclui.

Veja a reportagem do Domingo Espetacular, da RecordTV, sobre a chegada do furacão à Flórida:

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente