Dicas para quem fica “mendigando” a atenção da pessoa amada

Por Jeane Vidal / Foto: thinkstock

Se você acompanhou o primeiro vídeo dessa série dos professores do amor inteligente, Renato e Cristiane Cardoso, já aprendeu que a melhor estratégia para obter a mudança que você deseja no seu relacionamento é ela começar por você.

Portanto, se você não assistiu, clique aqui.

Feito isso, o próximo passo é olhar para frente, porque o erro de muitas pessoas quando enfrentam problemas no relacionamento é focarem somente no erro do outro e se esquecerem de investir em si mesmas, no seu aprimoramento pessoal, conforme explica Cristiane:

“Muitas pessoas quando estão com problemas na vida amorosa ficam estagnadas na vida. Parece que elas não têm mais futuro, não vão a lugar nenhum. A vida dela se resume àquela pessoa. Se aquela pessoa está mal, ela também está. Fica deprimida, chorando como se fosse uma pobre coitada. E isso é um erro também. Não é porque seu cônjuge não quer mudar que você não vai mudar também, não vai melhorar, não vai olhar para frente. ”

Então, a dica dos professores é que, independentemente do que o outro faça ou deixe de fazer, procure se desenvolver, se aprimorar como pessoa, ir em busca de novas conquistas. Em vez de ficar mendigando a atenção do parceiro, faça-o perceber que você está vivendo a sua vida, seguindo em frente.

Quando ele começar a ver em você essa mudança de postura, um sinal de alerta vai acender dentro dele. A sensação que ele terá é que está ficando para trás. E está. Então, naturalmente, sem que você precise cobrar, ele decidirá fazer algo a respeito para não lhe perder. “Ele ou ela vai perceber que, de repente, pode não ser mais necessário na sua vida”, observa Renato.

“Agora esse olhar para frente da sua parte, não tem nada a ver com cair na balada, fazer ciúmes no outro. Nós estamos falando de um comportamento que fará de você uma pessoa melhor. Não é descambar para o erro”, alerta o professor. Além do mais, se agir assim cairá no erro de continuar agindo e vivendo em função da outra pessoa e o que está sendo falado é justamente o contrário.

Então o segredo é investir em você por você mesmo, não como uma forma de incomodar a outra pessoa. “Essa melhora tem que acontecer da sua parte, não como uma forma de manipular ou chamar atenção da outra pessoa, ainda que esse resultado seja inevitável porque, até aqui, provavelmente, você vem reclamando, cobrando, chorando, mendigando atenção, e você não vai fazer mais nada disso, então, automaticamente a outra pessoa vai notar”, destaca Renato.

Acompanhe abaixo as orientações dos professores na íntegra:

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente

Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach e Eliana Caetano

Editora de Conteúdo Web:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Maria do Rosário, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone: (11) 3321-5244

Endereço: Rua dos Missionários, 139, Santo Amaro - São Paulo (SP)

Cep: 04729-000