Rede aleluia
Giovanni Andrade – Campeão Mundial de Boxe
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Giovanni Andrade – Campeão Mundial de Boxe

Minha História

 

 

“Sou o Giovanni. Ex-vítima de bullying, campeão mundial e feliz”

 

O desejo de vencer sempre foi sua motivação

Campeão mundial de boxe, ele iniciou no esporte para se defender das agressões que sofria nas ruas

Giovanni Andrade, de 42 anos, é casado e pai de quatro filhos. Baiano do sertão, como muitos outros, cresceu em meio à escassez e sofrimento. Por isso, o grande sonho que nutria era o de morar na cidade grande.

 

 

A realização aconteceu antes mesmo de se tornar um adolescente. Porém, sem ter para onde ir ou com quem contar, Giovanni teve que morar nas ruas de São Paulo e enfrentar todo tipo de dificuldade, como solidão, medo, frio, fome… muita fome.

 

 

O esporte como defesa

 

Para se alimentar, fazia pequenos bicos e contava com a ajuda alheia. Mas o problema maior era a agressão física que sofria nas ruas diariamente. Foi aí que surgiu a ideia de buscar ajuda em uma academia, onde aprenderia o boxe para se defender.

 

 

Giovanni aprendeu a modalidade esportiva e passou a competir. Todo dinheiro que ganhava, aplicava na educação, pois sabia que quanto mais aprendesse, melhor seria para seu futuro. Mesmo sem condição nenhuma, entrou em uma faculdade.

Realização plena

 

Uma prática que surgiu em sua vida apenas como instrumento de defesa, rendeu a Giovanni vários títulos, sendo o principal deles o de atual Campeão Mundial de Boxe, na Categoria Super Galo. Morou em outros países, aprendeu a falar fluentemente quatro idiomas e conheceu o mundo.

 

 

 

Hoje, formado em educação física, vive confortavelmente com a família e desfruta do respeito de familiares e profissionais do esporte. O desejo de vencer sempre foi a motivação de Giovanni Andrade, que já tem em seu currículo 76 lutas, com 51 nocautes.

 

Esse baiano se tornou um campeão, um homem feliz e realizado em tudo.