Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Adriano Balby

 

Nós somos responsáveis pelo sucesso ou fracasso e mais ninguém. Tudo depende de nós!

Minha História

Adriano Balby enfrentou a fome, o desemprego e problemas que pareciam não ter solução. Ele é a Universal!

Qual é a maior dor que somos capazes de suportar?

A dor de uma queda?

A dor de uma perda?

A dor da fome?

Adriano Silvério Balby de Araujo – ou apenas Balby, como é conhecido – já encarou estas e outras dores.

Nascido em Natal (RN) há 37 anos, Balby é atleta profissional e professor de MMA – sigla em inglês para artes marciais mistas –, de jiu-jítsu e de muay thai e campeão de torneios internacionais. Mas, tanto no ringue quanto na vida, ele já precisou encarar dores que poucos suportariam.

Primeiro round

Desde os 5 anos, Adriano já brincava de luta com os amigos. Em meados de 1996, começou a praticar o caratê, e depois jiu-jítsu e tae kwon do.

Balby luta desde 1998, mas se profissionalizou apenas em 2010. Seu objetivo era competir internacionalmente.

Ele começou a dar aulas em 2008, depois de se graduar faixa preta.

 Segundo round

Adriano explica que, enquanto para o atleta normal basta treinar uma vez por dia, um esportista de alto rendimento precisa se submeter a duas ou três sessões de treinamentos diariamente.

A alimentação também precisa ser regrada, com a ingestão de vários suplementos definidos por nutricionistas.

É uma rotina que exige dedicação, muito empenho e muitos sacrifícios, principalmente para quem, como ele, participa ativamente da vida familiar.

 Jab de direita

Mas, além das lutas, Balby já apanhou bastante da vida: enfrentou a fome, o desemprego e problemas que pareciam não ter solução.

“Quando eu cheguei na Igreja Universal, morava nas ruas, estava separado da minha esposa, minha família tinha me abandonado”, conta o lutador. Em decorrência do uso de drogas, eu passei a ser muito violento e problemático”, explica.

O atleta lembra que estava “sem um real e com apenas uma peça de roupa. Foi assim que eu cheguei. Durante o período da manhã e da tarde eu ficava na Igreja porque me sentia bem no local e à noite voltava para as ruas”.

“Fiz amizade com o pastor da igreja, que sempre me orientava. Assim, fui aprendendo que tinha que mudar. Eu entendi que ou eu morria, ou eu seria preso. Comecei a compreender que Deus tinha que ser o primeiro na minha vida e assim houve a minha libertação das drogas, da prostituição e de toda agressividade”, relata.

No alto do pódio

Adriano venceu todas essas situações graças à fé em Deus. Ele afirma que “nós somos responsáveis pelo sucesso ou fracasso e mais ninguém. Tudo depende de nós”.

Assim, tornou-se campeão no esporte, com vitórias internacionais na China e na Sérvia. Hoje, ele é faixa preta no segundo grau de  jiu-jítsu e faixa marrom de luta livre Prajied Preto de muay Thai.

Vitorioso em cinco categorias (120kg, 110kg, 93kg, 84kg e 77kg), Adriano costuma dizer que não quer parar por aí: como professor, deseja formar mais campeões, um time maior e mais forte, dedicado ao MMA.

Adriano Silvério Balby de Araujo, no tatame e na vida, suporta dores que poucos aguentariam. Ele é campeão internacional de MMA, professor e pai exemplar. Ele é a Universal!