Rede aleluia
Quem és tu, que julgas o servo alheio?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Ester Bezerra | 27 de Outubro de 2021 - 03:00


Quem és tu, que julgas o servo alheio?

Leia e medite na mensagem de hoje

Quem és tu, que julgas o servo alheio?

Quem és tu, que julgas o servo alheio? Para seu próprio Senhor ele está em pé ou cai. Mas estará firme, porque poderoso é Deus para o firmar. (Romanos 14.4)

Todos nós somos pecadores, como dizem as Escrituras, mas o justo não vive no pecado. Escolhemos fugir do pecado por causa da fé e do reconhecimento do sacrifício do Senhor para nos salvar. Porque Ele nos deu vida, temos prazer em sacrificar pelo nosso Redentor.

Mas se alguém cair, Ele é fiel e misericordioso para levantá-lo, perdoá-lo e firmá-lo novamente na fé inteligente. Quem sou eu para  julgar alguém? Um dia, todos nós chegaremos diante de Deus individualmente para sermos julgados.


Quem és tu, que julgas o servo alheio?
  • Ester Bezerra / Foto: istock 


reportar erro