Rede aleluia
Como viver além das aparências?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCaraguatatubaCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Cristiane Cardoso | 27 de Julho de 2021 - 15:45


Como viver além das aparências?

Palestra do Godllywood Autoajuda realizada no último sábado (24), em breve, disponível no Univer vídeo

Como viver além das aparências?

Somos muito incentivadas a viver pelas aparências, pois é por elas que somos julgadas, e sem querer, acabamos dando importância maior para o exterior do que para o interior. O interior fica de lado, o que aparece é que acaba importando e assim nos tornamos escravas, investindo muito em mostrar e pouco em ser. E pior, fazemos o mesmo com os outros: julgamos a todos pelo que vemos.

E se pudéssemos nos treinar a não sermos tão influenciadas pela aparência dos outros ou se importar tanto com o que os outros pensam de nós? Vamos imaginar…

Olharíamos para as pessoas e o mundo com outros olhos, para as pessoas além da cor da pele, cultura, passado, religião, educação, classe… e assim imediatamente começariam a cair o racismo, preconceitos e julgamentos. Não nos enganaríamos mais com tantas publicidades que são feitas para atingir nossa autoestima e envelheceríamos com dignidade. Sairíamos dessa competição enfadonha com os homens e todas as mulheres bonitas e bem-sucedidas do mundo. Não nos sentiríamos inferior nem superior aos outros e assim teríamos a liberdade de ser quem somos sem constrangimento em pedir ajuda com nossas imperfeições. Deixaríamos de nos preocupar com o que os outros estão pensando ao nosso respeito e finalmente seríamos livres… livres como uma criança. ISSO SIM É VIVER ALÉM DAS APARÊNCIAS.

Mas como?

Palestra do Godllywood Autoajuda neste último sábado em breve disponível pelo @univervideo


Como viver além das aparências?
  • Cristiane Cardoso 


reportar erro