Ator que interpretou Batman não consegue vencer o alcoolismo

Ele desistiu do personagem por causa do problema. Entenda o seu dilema


Por Andre Batista / Imagem: Reprodução Facebook @benaffleck

O ator Ben Affleck acaba de anunciar oficialmente que não participará mais de filmes que envolvam o Batman ou outros super-heróis. O anúncio aconteceu durante entrevista ao humorista Jimmy Kimmel. Até então, Affleck era o rosto de um grandioso projeto dos cinemas.

Atualmente, os filmes que mais lucram nas telonas são os de super-heróis. Por isso, participar deles, mesmo como coadjuvante, é uma grande vitória para qualquer ator. Ben Affleck conseguiu mais do que isso.

Em 2013, o ator foi confirmado como intérprete do Batman, considerado o maior super-herói de todos os tempos. O projeto cinematográfico incluiria filmes de outros heróis e vilões e filmes que uniam todos eles. Embora o projeto esteja sendo levado adiante, Affleck já não faz parte dele.

Pouco depois de ser anunciado como o Batman, Affleck também foi confirmado como diretor dos filmes que envolveriam o herói. Contudo, precisou se afastar dessa tarefa. Atuou em dois filmes e novamente assumiu o compromisso de atuar em um 3º filme e dirigi-lo. Mas o vício do ator o levou a desistir.

“Fazer esse papel exige foco, paixão e minha melhor performance possível. Ficou claro que eu não consigo fazer isso”, declarou o ator a Kimmel.

Ao falar sobre o alcoolismo do qual é vítima, Affleck afirmou ser incapaz de se dedicar como deveria aos filmes.

Para vencer o vício, o ator abre mão de realizar o sonho de ser o Batman.

O Batman não tem poder sobre o vício, mas o Espírito Santo tem

Como Ben Affleck, milhões de outras pessoas sofrem com o alcoolismo no mundo. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 3 milhões de pessoas morrem todos os anos em decorrência do abuso de álcool.

A bebida também faz as pessoas adoecerem, perderem empregos e famílias. É o caso de Francisco, que ficou desempregado em decorrência do vício e permitiu que os filhos passassem fome, enquanto ele gastava o dinheiro com álcool.

“Eu era viciado a ponto de não ter dinheiro. Pegava o salário, o pagamento todo e passava nos bares, pagando as contas e jogando. Chegava sem nada em casa”, conta ele.

Foram 32 anos viciado. Sua esposa, Célia, relembra os tempos difíceis:

“Eu era viúva de marido vivo. Eu não tinha marido. Ele saía para trabalhar 4h da manhã, dava 8h da noite e ele não chegava. Muitas vezes, de onde ele estava, voltava para o serviço. Eu não dormia à noite, preocupada, chorando sem saber onde ele andava. Do boteco mesmo ele voltava ao trabalho. E quando ele vinha para casa, estava daquele jeito, embriagado e brigando.”

A vida de Francisco mudou quando ele conheceu a Deus e o Espírito Santo passou a habitar nele.

Assista ao vídeo abaixo e veja como tudo aconteceu:

ler mais
Notícias relacionadas
Reportar erro

comentários

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Ator que interpretou Batman não consegue vencer o alcoolismo

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Fake news

Você sabe de alguma notícia falsa que tem circulado na internet sobre a igreja Universal? Relate aqui o caso que iremos trazer toda a verdade no site Mitos e Verdades

Formulário de Denúncia

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente


Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques, Rafaela Dias



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone:(11) 2392-3372

Endereço Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000

Free WordPress Themes, Free Android Games