Rede aleluia
Praticando de Junho
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Praticando de Junho

Como manter o equilíbrio e reduzir o estresse com os filhos em casa?

Praticando de Junho

PRATICANDO DE JUNHO:

1- Mesmo sem ir à escola, acorde as crianças no mesmo horário (ou horário próximo) trocando o pijama por uma roupa normal e praticando algumas horas de estudo sem qualquer aparelho de comunicação como rádio, TV ou celular ligados em casa. Então só depois elas poderão ficar livres.

2- Como as necessidades da casa e seus afazeres seguem a todo vapor e não é possível brincar com os filhos o tempo todo, traga-os para participarem dessas tarefas domésticas, porém sem expectativas ou exigências de que farão de maneira perfeita.
Deixe que as crianças lavem a louça, regue uma planta, ajude a preparar uma comida… sempre parabenizando pela execução do trabalho, não pelo resultado dele. A criança se sentirá orgulhosa por ter contribuído. E se precisar refazer o trabalho, não deixe que ela perceba.

3- Não se preocupe em manter as crianças o tempo todo ocupadas ou alegres. Você não é recreador! Elas também precisam de um tempo ócio e por isso não se sinta obrigado a encontrar tarefas para elas o tempo todo. Caso elas se queixem por não ter o que fazer, diga a elas que que devem procurar. Essa já é uma tarefa!

4- Não queira controlar o incontrolável. Enquanto seus filhos ou marido estiverem confinados em casa, não há possibilidade de você ter a casa impecavelmente limpa e organizada. Esse seu desejo só vai gerar estresse e desavenças entre você e sua família. Lembre-se que isso também passará. Seja menos exigente!

5- Não se deve ficar o dia todo absorvendo notícias ruins, que chegam aos montes pelos diversos meios de comunicação. Isso só fará aumentar a angústia, insegurança e gerar medo pelo amanhã.
Procure dedicar tempo para ler e ouvir mensagens edificantes, a Bíblia por exemplo. Isso elevará sua fé e confiança de que “Todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus” (Romanos 8:28). Isso também ajudará seus filhos já que eles costumam ser contagiados pelo que sentimos.


Praticando de Junho
  • Colaboração: Conselheiras do Projeto Escola de Mães 


reportar erro