Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 13 de julho de 2018 - 03:00


Desvalorizando a própria alma

A tecnologia e modernidade tem sido uma porta escancarada para os planos malignos se concretizarem

Antes de ler esse post, aconselho você a clicar neste link aqui que contém um tipo de introdução e suporte para esta mensagem que você está prestes a ler.

Vamos falar outra vez do 666, ou seja, da marca da besta, descrita em Apocalipse:

Também obrigou todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, a receberem certa marca na mão direita ou na testa, para que ninguém pudesse comprar nem vender, a não ser quem tivesse a marca, que é o nome da besta ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Seu número é seiscentos e sessenta e seis.Apocalipse: 13:16-18.

Você que leu sobre esse assunto, já entendeu como será possível as pessoas simplesmente cederem a tal marca, você já sabe que existe uma preparação, um tipo de “amaciamento/corrompimento” do caráter cristão para depois disso vir a aceitação literal de uma marca física, algo que realmente seja necessário a pessoa aceitar e se predispor a aplicá-la.

Então, deixe-me dizer que isso já está entre nós!

Já existem países que adotaram um tipo de chip tecnológico com a proposta de agilizar e garantir total segurança para os seus portadores. Isso já não é coisa de ficção científica, ou teoria da conspiração, é real e milhares de pessoas já estão aderindo e contando suas vantagens. Pessoas como as que assistimos na novela Apocalipse, sendo verdadeiros garotos-propaganda desse “chip” que promete facilitar e revolucionar a vida daqueles que o introduziram na mão.

Na Suécia, país número 1 em adeptos dessa tecnologia assustadora e apocalíptica, a ideia futurista de que um implante eletrônico sob a pele substitua as chaves, cartões de visita e passagens de trem já é uma realidade para milhares de pessoas, indiferentes aos riscos potenciais.

Segundo o site CBN, aproximadamente 3.500 pessoas já implantaram um microchip em sua mão no intuito de facilitar a vida. Esse país tem sido pioneiro e tem trabalhado com afinco para divulgar e expandir o chip, que é usado, principalmente, em viagens, substituindo os cartões de embarque, chaves de acesso em casas, empresas, etc.

Viram só?

A tecnologia e modernidade têm sido uma porta escancarada para os planos malignos se concretizarem. As pessoas não se assustam quando ouvem falar de algo novo tecnologicamente lançado no mercado. Isso se deve ao fato desta geração já estar adaptada a esse assunto, sendo assim, fica muito fácil convencer a muitos que tais tecnologias têm apenas “vantagens”. E, nessa farsa, lá se vão pessoas que afirmavam jamais se renderem a qualquer coisa que parecesse ser diabólica. Elas se rendem à proposta de uma vida mais prática e esquecem da promessa Divina de vida eterna.

Esse acontecimento na Suécia me faz pensar em nós, cristãos, que ainda teremos que viver neste mundo um pouco mais. Me faz temer pela Salvação de muitos que já se deixaram seduzir pela paixão à tecnologia e modernidades, ao ponto de nem mesmo questionarem os lançamentos tecnológicos futuristas e logo abraçam tudo sem titubear.

Cuidado! Pois ninguém irá anunciar a implantação de um microchip que te levará ao inferno, não, eles não farão desse jeito. A promessa de uma vida terrena de qualidade será o “slogan” deles, e a perdição da sua alma será o objetivo oculto.


  • Bianca Carturani 


reportar erro