Rede aleluia
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCabo FrioCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta Redonda
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 4 de abril de 2019 - 18:32


Campanha arrecada doações de alimento para índios xavantes em Mato Grosso

Desnutrição tem sido a maior causa da mortalidade infantil entre os indígenas, aponta pesquisa.

Na última segunda (01/4), o programa social A Gente da Comunidade (AGC), visitou a aldeia Campina, pertencente aos índios xavantes, localizada a 780 km de Cuiabá – capital de Mato Grosso. O evento Unisocial foi realizado para entregar as doações de alimento e roupas que foram recolhidas através de uma campanha que o AGC iniciou no final de fevereiro.

Dados do Relatório Violência Contra Povos Indígenas no Brasil constatou que a mortalidade infantil entre indígenas cresceu mais de 20% em um ano. O estudo ainda revela que, apesar da falta de maiores informações sobre as mortes dessas crianças, o próprio órgão oficial reconhece mortes por falta de assistência e desnutrição grave.

Wesley Carvalho, coordenador do programa social de Mato Grosso, diz que o crescimento da mortalidade infantil está ligado ao empobrecimento do povo indígena. “Normalmente, os índios têm muitos filhos, e com apenas a ajuda do governo, não conseguem manter uma alimentação adequada para toda a família, levando muitos a desnutrição”, explicou Wesley.

A campanha arrecadou cerca de 300 cestas básicas, 7 mil peças de roupas e sapatos. Além de oferecer para a população indígena um almoço especial. Cerca de 2 mil índios foram beneficiados.

Com a colaboração de voluntários especializados que vieram de várias regiões do Estado, como, Cuiabá, Água Boa, Barra do Garça, Nova Xavantina e Campinápolis, os índios tiveram a oportunidade de se consultar com dentistas e até mesmo realizar pequenas cirurgias como extração, além de receberem kits de higiene bucal. Serviços de beleza como corte de cabelo e manicure também foram oferecidos.

Segundo o coordenador, a Tribo Xavante está dividida em 94 aldeias na região e 40 delas já foram alcançadas pelo programa social.

Doações de alimento para Tribo Tripa

As próximas aldeias a serem beneficiadas serão da Tribo Tripa, localizada a 25km de Água Boa –MT. O evento acontecerá no dia 19 de abril, em comemoração ao Dia do Índio.

Se você também quer ajudar, basta entregar as doações em qualquer igreja Universal do estado de Mato Grosso.

 


  • Unicom / Foto: iStock 


reportar erro