eb3c52f78ce3362254213324871c7984 Você tem dormido bem? - Universal.org

Você tem dormido bem?

Por Andre Batista / Imagem: Fotolia

Sabe quando você está no meio da reunião e começa a cochilar? Ou quando está tentando estudar, mas o sono lhe faz ficar “pescando”? Saiba que essas reações do organismo não indicam simplesmente desinteresse, mas, sim, a falta de hábitos adequados na hora do sono.

Todos precisam de descanso e reposição de energias. Algumas pessoas conseguem fazer isso com menos horas de sono, outras com mais. Todavia, todos têm algo em comum: se o sono não tem qualidade e quantidade ideais, os problemas de saúde aparecem.

Confira os primeiros sintomas do organismo que lhe avisam sobre a necessidade de mais qualidade no sono:

- Aumento do peso;

- Baixa imunidade;

- Dificuldade de concentração;

- Má estado da memória de curto prazo;

- Dificuldade de raciocínio;

- Ansiedade;

- Cansaço;

- Alterações de humor.

Em longo prazo, a má qualidade de sono pode desencadear doenças como obesidade, diabetes, estresse e hipertensão.

O Doutor Edson Issamu, neurologista na Rede de Hospitais São Camilo (São Paulo), explica que “entre os principais sintomas da má qualidade de sono estão a sonolência diurna ou a facilidade para ficar sonolento durante pausas da atividade principal ou quando está submetido a situações mais tediosas, como aulas ou palestras”.

De acordo com ele, “existem indivíduos que precisam de muitas horas de sono e de dias seguidos para se recuperarem, em contraposição há outros que em poucas horas de sono já conseguem adquirir a reparação necessária para retornar às suas atividades normais”. O importante é que cada um conheça bem seu organismo e respeite os sinais enviados por ele.

O que fazer para dormir com qualidade

Não basta deitar na cama para ter um sono capaz de repor suas energias. É preciso tomar alguns cuidados, tais como:

- Não utilizar aparelhos que emitem luz (como celular e televisão) na hora de dormir;

- Não dormir ouvindo rádio ou outros sons induzidos, mesmo que sejam “músicas tranquilizantes”;

- Evitar trabalho ou conversas estressantes antes de ir para a cama;

- Ingerir alimentos e bebidas de fácil digestão e que não contenham cafeína ou outros estimulantes.

Outro artifício que beneficia o funcionamento do organismo é o cochilo no meio do dia. Ter de 20 a 40 minutos para tirar uma sesta entre as atividades diurnas melhora a produtividade e mantém o organismo equilibrado.

“Em alguns países da Europa isto já é praticado. Curiosamente, a famosa sesta espanhola não é apenas um aspecto folclórico local, mas sim uma importante ferramenta fisiológica para melhorar e equilibrar a atividade humana”, conclui o neurologista.

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente

Expediente

Editora Executiva:

Cinthia Meibach

Coordenadora de Conteúdo Web:

Ivonete Soares

Repórteres:

Andre Batista, Daniel Cruz, Débora Picelli, Jeane Vidal, Michele Roza, Rafaela Dias, Rafaella Rizzo, Sabrina Marques



E-mail para Contato: redacao@sp.universal.org.br

Telefone: (11) 2392-3372

Endereço: Rua João Boemer, 254 - Brás, São Paulo

Cep: 03018-000