Você está em condições de estar num relacionamento?

Da Redação / Foto: Thinkstock

Muitas pessoas buscam em um relacionamento a solução para os seus problemas e se vêm frustradas quando percebem que estão envolvidas em um problema ainda maior.

Veja abaixo a pergunta de uma leitora e a resposta dada pelo professor da Escola do Amor, Renato Cardoso, que, com certeza, serve para muita gente que passa pela mesma situação:

“Eu amo o meu namorado, mas, por alguma razão, nós estamos sempre brigando. Ele não entende as minhas necessidades, está sempre chateado e briga comigo por qualquer coisinha. A última vez que brigamos, terminamos, e isso acontece muitas vezes. Eu me senti tão pra baixo que tive vontade de morrer. É como se eu não conseguisse viver com ele, nem sem ele. O que é que eu faço pra fazê-lo me tratar bem?”

Renato Cardoso: “Esse é um típico caso que mostra que não se trata de um problema de relacionamento, mas de um problema pessoal que afeta o relacionamento. Mas claro, a gente não está dizendo que a pessoa tem que resolver todo e qualquer problema da vida dela antes de ter um relacionamento. Porém, nós estamos dizendo que há pessoas que não estão preparadas para estar num relacionamento. Primeiro, antes de entrar em uma relação, elas têm que resolver os problemas pessoais delas, para que não venham causar tanta dor e ser um peso na vida da outra pessoa e, consequentemente, na própria vida.

Se você é uma pessoa problemática, que, por exemplo, tem problemas econômicos, quer casar mas você não tem um trabalho fixo, um trabalho que dá sustento nem para você, quem dirá para uma outra pessoa; você quer estar numa relação, mas é uma pessoa de ‘pavio curto’, você não tem consideração com as outras pessoas, você não consegue se controlar nas suas palavras; você é uma pessoa que tem um temperamento ruim, difícil, você não está preparada para estar numa relação. Você tem que vencer os seus próprios males antes de querer oferecer uma coisa para outra pessoa.

Há pessoas com distúrbios emocionais e que estão em um relacionamento. Ter vontade de morrer, por exemplo, é um desequilíbrio emocional. Quer dizer, uma pessoa querer morrer por causa de uma relação, porque o namorado rompeu o relacionamento com ela, claramente ela tem um problema pessoal, um problema emocional, um problema, talvez, até espiritual, que ela precisa tratar antes de querer resolver o problema do namorado.

Então, nosso conselho, na verdade, é que você nem volte para ele. A melhor coisa que você pode fazer é ficar sozinha neste momento, para poder resolver os seus problemas. Por favor, tenha piedade do seu namorado, tenha dó do seu namorado, não cause essa dor, esse problema na vida dele.

Você deve buscar ajuda para si mesma. Buscar o relacionamento com Deus para se firmar, ter as suas dúvidas, os seus desequilíbrios emocionais resolvidos, para estar em paz com você mesma, primeiro, para depois entrar em uma relação.”

Está passando por uma situação parecida, se identificou com esse caso? Então entenda que o que Renato Cardoso deixa claro é que você só deve entrar numa relação quando tem algo para oferecer à outra pessoa, e não se você está esperando que a outra pessoa vá lhe ajudar com os seus problemas.

Por isso a Terapia do Amor existe, não só para ajudar os casais a superarem os problemas que surgem, mas os seus próprios conflitos pessoais. Participe das palestras todas as quintas-feiras, em uma Universal mais próxima de você. No Templo de Salomão, as palestras acontecem em três horários: 10h, 15h ou às 20h, na Avenida Celso Garcia 605, Brás, na capital paulista.

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente