Vale a pena lutar sozinho por um namoro?

Por Andre Batista / Imagem: Thinkstock

Você está em um relacionamento há três anos. Ao contrário do que demonstrava no início da relação, seu namorado, ou sua namorada, já não parece tão interessado em fazer com que a relação dê certo e, aparentemente, só você quer resolver os problemas existentes. O que você faz:

1- Insiste na relação e cobra seu parceiro (a) de maneira mais agressiva para ver se ele se mexe

2- Tenta convencê-lo (a) a mudar de comportamento agradando-o (a) cada vez mais

3- Vai levando como está, afinal não se pode jogar fora 3 anos de namoro

4- Termina o relacionamento

“Se você fica insistindo em um relacionamento que já provou por A + B que você não é prioridade na vida dele ou dela, então a resposta a isso aqui é muito fácil: termine”. Quem afirma é o palestrante Renato Cardoso, autor do livro “Namoro Blindado – O Seu Namoro À Prova de Coração Partido”, junto com a esposa, Cristiane Cardoso.

De acordo com ele, a melhor atitude a tomar nessa situação é parar de perder tempo: “Corte suas perdas. E passe para outro período da sua vida, outra fase.”

Namoro não é casamento

Após consagração de um casamento, as duas pessoas estão comprometidas a se esforçarem ao máximo para que o relacionamento dê certo. É preciso que cada um se entregue totalmente a Deus e ao cônjuge. Somente assim a relação terá sucesso.

Em um namoro, porém, a situação é diferente. As pessoas estão ali para se conhecerem e decidirem se essa é a pessoa certa ou não para compartilhar a vida inteira. Caso o namorado, ou a namorada, demonstre que não é essa pessoa, a única atitude a ser tomada é se retirar da relação, sem perder mais tempo.

“Você não está só perdendo tempo linear nesse relacionamento”, explica Renato Cardoso. “Cada dia que você perde em um relacionamento sem futuro valem por dois dias.”

Isso porque, além de gastar o tempo com alguém que não serve para casar, você também está perdendo o tempo que poderia estar investindo em um relacionamento sério, que tem futuro.

De acordo com Renato, “para quem namora, para quem está tentando fazer um relacionamento funcionar, que não é um casamento, e a outra pessoa não se mostra dedicada como você dentro da relação, a melhor resposta a essa pergunta aqui é cortar.”

Reflita: se durante o namoro essa pessoa não se entrega à relação tanto quanto você, qual motivo ela teria para fazer isso após o matrimônio? A tendência é que ela se acomode ainda mais.

Mesmo que seu coração diga que “não se pode jogar fora meses ou anos de namoro”, mesmo que você ainda ame essa pessoa, não vale a pena sustentar esse sentimento se o outro não prioriza você e a relação.

“Gostar não é suficiente para manter relacionamento. Você vai ter que dar uma ordem para o coração e dizer: chega. E, assim, cortar as suas perdas”, conclui o escritor.

Assista ao vídeo abaixo e veja o ensinamento completo de Renato e Cristiane Cardoso. Depois, compartilhe em suas redes sociais.

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente