Tecnologia em excesso prejudica o desenvolvimento das crianças

Por Andre Batista / Imagem: Thinkstock

Crianças que têm entre 3 e 7 anos de idade não podem usar smartphones ou outros computadores por mais de meia hora por dia. A recomendação é da pediatra Ciria Santos, que declarou ao jornal Tribuna da Bahia que quem tem idade inferior a 3 anos nem sequer deveria estar interagindo com esse tipo de tecnologia.

Isso porque, apesar de ser uma distração à qual muitos pais recorrem para acalmar os filhos, o excesso de tecnologia em crianças pequenas atrapalha o desenvolvimento delas, além de causar problemas de saúde, como insônia. "As luzes que ficam acesas interferem na produção de hormônios que ajudam a dormir, como a melatonina”, explica a pediatra.

Já a neuropediatra Renata Episcopo declarou ao mesmo veículo que os eletrônicos devem ser usados com cautela, uma vez que a criança está em fase de desenvolvimento e necessita de outras atividades para desenvolver as suas potencialidades, como habilidades psicomotoras, capacidade de interação com outras pessoas e com o ambiente, e assim por diante.

Por todos esses motivos, os pais devem ser equilibrados e garantir que os filhos tenham uma relação saudável com a tecnologia, independentemente da idade que tenham.

Autoridade dos pais

“Com o avanço da tecnologia e informática, as pessoas dormem e acordam com o celular na mão. A última coisa da noite é o celular. A primeira coisa do dia é o celular”, destaca bispo Edir Macedo, e isso não pode acontecer. As crianças, assim como os adultos, não podem se viciar nesses aparelhos.

“Não é errado usar a internet, celular, computador ou aplicativos. O que é errado é se tornar escravo deles”, afirma o bispo.

As crianças não têm capacidade de avaliar plenamente os benefícios e malefícios que a tecnologia pode acarretar, deixando-se muitas vezes levar pela “diversão” que a tecnologia proporciona, sem saber quanto ela prejudica quando utilizada excessivamente. “O que a criança precisa é perceber autoridade na palavra dos pais”, orienta o palestrante Renato Cardoso. Pai e mãe devem determinar o período durante o qual o filho pode praticar tal atividade.

Quer entender melhor como manter uma relação saudável entre pais e filhos? Então participe da palestra Transformação Total de Pais e Filhos, aos domingos, na Universal.

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente