Quem você é de verdade?

Por Andre Batista / Imagem: Thinkstock

Quando você chega em casa no fim do dia e fecha a porta do seu quarto, quem é você? A pergunta pode soar estranha para algumas pessoas, mas a verdade é que muitos não são os mesmos dentro e fora da sua intimidade.

De fato, existem milhões de pessoas sofrendo por usarem um “personagem” em seu dia a dia – geralmente uma pessoa animada, amigável, bem-sucedida – quando por dentro estão sofrendo por se sentirem sozinhas, angustiadas, infelizes, sem conhecerem o real motivo dessa frustração.

Eliane era uma dessas pessoas. Desde a juventude, sentia um vazio dentro de si que não sabia como preencher. E isso a tornava extremamente infeliz.

“Eu fui uma jovem muito depressiva, muito frustrada”, conta ela. “Eu não tinha autoestima, achava que não tinha o direito de ser feliz. Durante o dia era uma pessoa até bacana, simpática, tentava me dar bem com todo mundo. Mas quando chegava em casa, no íntimo do meu quarto, eu chorava muito. Não conseguia dormir e vinham pensamentos negativos. Cheguei a ponto, em certa ocasião, de pensar em dar cabo da minha vida.”

Eliane procurou em todos os lugares possíveis uma solução para os problemas que enfrentava. E quando já não tinha mais a quem recorrer, encontrou o que buscava.

Assista ao vídeo abaixo e saiba como:

Compartilhe nas redes sociais.

ler mais
Reportar erro

comentários

Carregar mais

Comunicar Erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Obs.: Link e título da página são enviados automaticamente