Rede aleluia
Mania de perseguição: o mundo está contra você?
São Paulo
Centro-Oeste
Distrito Federal
Brasília
Goiás
AnápolisGoiânia
Mato Grosso
Cuiabá
Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Nordeste
Alagoas
Maceió
Bahia
Feira de SantanaIlhéusItabunaSalvador
Ceará
Fortaleza
Maranhão
São Luís
Paraíba
João Pessoa
Pernambuco
Recife
Piauí
Teresina
Rio Grande do Norte
Natal
Sergipe
Aracaju
Norte
Acre
Rio Branco
Amapá
Macapá
Amazonas
Manaus
Pará
Belém
Rondônia
Porto Velho
Roraima
Boa Vista
Tocantins
Palmas
Sudeste
Espírito Santo
Vitória
Minas Gerais
Belo HorizonteJuiz de ForaUberlândia
Rio de Janeiro
Angra dos ReisBarra MansaCampos dos GoytacazesMacaéRio de JaneiroVolta RedondaCabo Frio
São Paulo
AraçatubaAraraquaraBauruCampinasCatanduvaFrancaJaúJundiaíLimeiraMaríliaPiracicabaPraia GrandePresidente PrudenteRibeirão PretoSantosSão CarlosSão João da Boa VistaSão José do Rio PretoSão José dos CamposSão PauloSorocabaTaubatéVotuporanga
Sul
Paraná
CascavelCuritibaFoz do IguaçuLondrinaMaringáPonta Grossa
Rio Grande do Sul
PelotasPorto AlegreRio GrandeSanta Maria
Santa Catarina
BlumenauCriciúmaFlorianópolis

Notícias | 11 de janeiro de 2021 - 20:24


Mania de perseguição: o mundo está contra você?

Bispo Renato Cardoso alertou sobre o tema. Confira

Mania de perseguição: o mundo está contra você?

Imagine a situação: a pessoa está em um local público e ao lado dela há um grupo de amigos. Eles começam a conversar e, de repente, um deles olha para ela. Então, precipitadamente, a pessoa chega à conclusão de que ela é o assunto da roda.

É assim que funciona a mente de uma pessoa que tem mania de perseguição. Ela acredita que tudo o que acontece de ruim em sua vida foi ocasionado por alguém com más intenções.

“A pessoa começa a imaginar que todos ao redor estão conspirando contra ela”, explicou o Bispo Renato Cardoso, durante a programação “Inteligência e fé“, do dia 11 de janeiro.

Cuidado com os pensamentos

O Bispo ainda acrescentou que esse tem sido um comportamento cada vez mais comum entre as pessoas. E a raiz disso é a vitimização.

“Quando as pessoas se vitimizam, então, obviamente, sempre há um algoz, uma pessoa que está ali para maltratá-la. E no momento em que a pessoa dá à sua mente esta ordem de procurar o causador do seu sofrimento, pronto. A mente não vai fazer outra coisa. A mente é muito obediente”, apontou o Bispo.

Só para ilustrar, você pode fazer o teste: proponha à sua mente contar quantos carros brancos passam em uma rua durante cinco minutos. Quando você terminar de contar, logo perceberá que você nem reparou direito em outras cores de carros. Isso acontece porque a mente se foca no comando que você dá para ela.

Da mesma maneira, acontece com a mania de perseguição. A mente buscará um culpado pelos fracassos, problemas e frustrações. O problema desse jeito de pensar é que a pessoa perde o controle sobre o próprio destino, esclarece o Bispo.

Confira o vídeo com a mensagem completa:

É preciso assumir a responsabilidade sobre a vida

Então, a pessoa deve olhar para si e buscar o aprimoramento constantemente. Não para ser melhor do que os outros, mas para superar os obstáculos pessoais.

Por isso, é importante que você participe dos encontros que ocorrem no Templo de Salomão e em toda a Universal (consulte o endereço aqui). Pois, desta maneira, você aprenderá qual é a vontade de Deus para sua vida.


Mania de perseguição: o mundo está contra você?
  • Da Redação / Foto: Getty Images 


reportar erro